30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Juiz expulsa Castán por tentar evitar gol com a mão, e Juventus vence Roma

O brasileiro Leandro Castán, da Roma, foi expulso ao tentar evitar um gol com a mão. O juiz marcou pênalti e mostrou o cartão vermelho para o brasileiro. A Juventus acabou vencendo o clássico italiano disputado neste domingo, por 3 a 0.

Líder do Campeonato Italiano, a Juventus chegou à décima vitória seguida na competição, abriu oito pontos de vantagem para a Roma, segunda colocada, e acabou com a invencibilidade do rival, que ainda não havia perdido na temporada.

O lance que levou à expulsão de Castán aconteceu aos 30 minutos do segundo tempo, instantes após De Rossi ter sido expulso por dar um carrinho em Chiellini considerado muito violento pelo árbitro.

Pirlo cobrou a falta na esquerda. Ao subir para cabecear a bola e tirá-la da linha do seu gol, o lateral brasileiro colocou a mão esquerda na bola. O árbitro marcou pênalti e tirou Castán do jogo. Vucinic cobrou o pênalti no canto do goleiro De Sanctis e deu números finais à partida.

A Juventus começou o jogo mostrando seu poder de ataque. Aos 16 minutos, Tevez dominou a bola na área e fez um passe curto para Artur Vidal, que entrava na área. O chileno chutou com força e abriu o placar.

Após sofrer o primeiro gol, a Roma avançou para o ataque, obrigando o goleiro Buffon a fazer pelo menos duas grandes defesas.

Aos 3 minutos do segundo tempo, Pirlo, que voltava de lesão após um mês fora dos gramados, cobrou falta dentro da área, na medida para Bonucci marcar o segundo gol da Juventus. O italiano apareceu sozinho atrás da zaga de Roma.

Antes do início do jogo, o atacante Trezeguet, que jogou por dez anos na Juventus, foi homenageado com uma camisa personalizada e uma placa. A torcida levou bandeiras com o rosto do ídolo e fez festa quando ele apareceu em campo.

Portal Uol