22 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

ESPORTE

Modelo que acusa Cristiano Ronaldo de assédio sexual quer nova indenização

Craque português nega as acusações

Cristiano Ronaldo, voltou a estar em destaque nos meios de comunicação internacionais por causa das acusações de abuso sexual de que foi alvo por parte da ex-modelo Kathryn Mayorga.

Segundo o jornal britânico The Daily Mirror que Kathryn Mayorga vai submeter-se a um teste para provar que não estava psicologicamente estável quando aceitou um acordo com os representantes de Cristiano Ronaldo – de cerca de 320 mil euros – para manter o silêncio em relação ao caso. A ex-modelo vai argumentar que aceitou o dinheiro por medo.

Recorde-se de que a norte-americana alegou ter sido violada pelo jogador português em julho de 2009, em Las Vegas, num quarto de hotel depois de se terem conhecido numa discoteca. O craque português nega as acusações.

No ano de 2018 Mayorga pediu a reabertura do caso e as autoridades voltaram a investigar. No entanto, no ano seguinte, a Procuradoria de Clark County, em Las Vegas, declarou que Cristiano Ronaldo seria ilibado das acusações de violação sexual devido à escassez de provas.

Depois, Kathryn Mayorga entrou com uma nova ação judicial contra o futebolista e um juíz de Las Vegas decidiu a seu favor, sendo possível que Cristiano Ronaldo tenha de depor em tribunal.

A data do julgamento será marcada em dezembro e as equipas jurídicas de Ronaldo e Mayorga têm até 30 de novembro para se preparar.