28 de julho de 2021
Campo Grande 14º

Geral

Aglomerações continuam e comprometem o sistema de saúde de MS na pandemia

A- A+

O Boletim Epidemiológico oficial desta sexta-feira (18) trouxe o registro de 1,715 novos casos de Covid 19 nas últimas 24 horas e 48 óbitos. Com os novos números o MS passa ao total de 321,205 casos e 7.719 óbitos deste o início da Pandemia.

A taxa de contágio está 1,08 e a taxa de letalidade é de 2,4. Cerca de 3.855 amostras ainda estão em análise no Lacem e 7.718 casos ainda não foram encerrados nos sistemas dos municípios.

"Estamos em momento de alta transmissão do vírus, como o que aconteceu em Manaus", alertou a secretaria adjunta da SES, Christine Maymone, explicando que a mutação do coronavírus faz com que ele fique mais letal. Além disto, de acordo com Maymone, temos que nos lembrar de que os recursos humanos são finitos. "Os profissionais de saúde estão esgotados e ainda há falta de medicamentos em todo o País", explica.

A hora é de dizer não aos churrascos e festas em casa, aconselhou.  "Como campo-grandense que sou, peço aos meus conterrâneos que não façam aglomerações, precisamos conter a doença e o número de mortes", foi o apelo de Maymone.

Os números da Covid 19 desta sexta-feira

Os cinco municípios que apresentaram maior número de novos casos foram: Campo Grande com mais 543 casos; Dourados +121; Três Lagoas +99; Ivinhema +74; Corumbá +63.

A capital registrou a morte de 26 pessoas; em Dourados 6; Corumbá, Paranaíba, Ponta Porã e Porto Murtinho registram 2 óbitos cada uma; Costa Rica, Deodápolis, Fátima do Sul, Itaporã, Itaquirai, Miranda, Sidrolândia e Três Lagoas tiveram uma morte cada. Entre os óbitos, seis foram registrados nas UPAs.

Entre as cidades mais afetadas pelo coronavírus, Campo Grande representa 40,8% do total de casos do Estado. São 113,570 pessoas que contraíram a doença e 3.153 que não resistiram. Em seguida vem Dourados com total de 35,143 casos e 577 óbitos; Três Lagoas 17,292 casos e 441 óbitos; Corumbá 14.395 casos e 418 óbitos; Ponta Porã 8.895 casos e 253 óbitos.

A ocupação de leitos SUS/UTI nas quatro macrorregiões do Estado continua acima de 90%. A macrorregião de Campo Grande apresenta taxa de 107%; Dourados 93%; Três Lagoas 95% e Corumbá 100%. Estão na fila de espera por um leito 133 pacientes em todo MS. Na capital a fila é de 83 pessoas. "Deste total 80% são de residentes em Campo Grande, de acordo com os registros", frisou a secretaria adjunta.

A rede hospitalar está com 1.092 pacientes internados. São 556 em leitos clínicos (380 públicos e 176 privados) e 536 em leitos de UTI (417 públicos e 119 privados).

Theresa Hilcar, Subcom
Foto: Edemir Rodrigues

Fonte: Governo MS