09 de maio de 2021
Campo Grande 30º 15º

PRESIDENTE | COVID-19

Após ignorar 400 mil vítimas, Bolsonaro presta homenagem à Paulo Gustavo

Chefe do executivo brasileiro usou as redes sociais para lamentar a morte do ator e humorista ocorrida hoje (4. maio)

A- A+

Com a popularidade em baixa e se abstendo de manifestar-se pelas mais de 400 mil vítimas brasileiras do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prestou homenagem ao humorista Paulo Gustavo, que faleceu na noite desta terça-feira, 4, em decorrência de complicações da covid-19.

Bolsonaro acabou sendo bastante criticado, os internautas lembram que ele não aceitou adquirir as vacinas de forma antecipada em 2020, o que acarretou milhares de centenas de mortes.  

 

Além disso, muitos fãs de Paulo Gustavo responsabilizaram a falta de ações efetivas do governo federal pela morte do humorista. Também foram comentadas as inúmeras declarações homofóbicas já feitas por Bolsonaro.

O deputado federal Marcelo Freixo (Psol) respondeu no fio: 

Outros internautas seguiram: 

Outra internauta lembrou o que foi citado hoje na CPI da Covid-19 pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que o projeto de Jair Bolsonaro era infectar o máximo de pessoas possível para atingir, segundo Mandetta, a imunidade de rebanho.