28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

Universidades públicas

Aulas do segundo semestre de universidades públicas do MS devem continuar à distância

UEMS declarou que manteve reunião com conselho estudantil e decidiram não suspender o calendário acadêmico.

As universidades públicas de Mato Grosso do Sul devem continuar as aulas do segundo semestre na modalidade EAD (Ensino a Distância), por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ainda estuda possibilidade do uso dos laboratórios das unidades do interior do Estado.  

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) havia prorrogado as aulas online e terminado o semestre de forma remota. A assessoria de comunicação informou que as aulas não pararam. Conforme o plano de Biossegurança, as unidades acadêmicas e administrativas, por meio de uma Comissão Local de Biossegurança, deverão apresentar a programação específica de sua unidade para o retorno das atividades presenciais.  

Já a Uems, após reunião com o conselho estudantil durante dois dias, decidiu não suspendeu o calendário acadêmico deste ano. A metodologia das aulas remotas já foi enviada as 15 unidades, respeitando as particularidades de cada estrutura e curso. A universidade também instituiu um plano de biossegurança considerando ações e realidades de cada região.  

“É importante destacar que a UEMS e a Secretaria de Estado de Educação formalizaram tratativas referente a usos de estruturas em municípios onde as unidades universitárias se localizam distante dos centros da cidade. A princípio, as unidades de Aquidauana, Cassilândia e Dourados seriam abarcadas por esse uso temporário dos espaços. Em Campo Grande e em Ponta Porã, as unidades também farão uso de Laboratórios. Além disso, a UEMS disponibilizará, por meio da parceria com a SED, o acesso a plataformas para otimizar as aulas remotas”, informou a unidade.