25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

Assembleia Legislativa

Aumento nas contas de energia será apurado pela Assembleia Legislativa

Na primeira sessão ordinária deste ano, realizada na manhã desta terça-feira (5/2), os deputados estaduais se pronunciaram sobre o aumento abusivo nas contas de energia elétrica dos sul-mato-grossenses. O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Barbosinha (DEM), informou que a Casa de Leis irá fazer audiência pública para que a empresa Energisa esclareça quais os critérios para o reajuste.

“Tendo em vista os recentes aumentos na conta de energia, bem como a complexidade que envolve os cálculos, tarifas e impostos que compõem a fatura, é necessário ouvir a concessionária”, afirmou Barbosinha, que marcou a audiência para dia o 12 de março, a partir das 19h.

O parlamentar ainda apresentou requerimento à empresa, solicitando informações sobre o procedimento para inclusão dos beneficiários na tarifa social de energia. Marçal Filho também quer ouvir a Diretoria da Energisa.

“Esta Casa irá tomar providências para evitar mais prejuízos aos cidadãos”. Uma reunião será realizada no próximo dia 13, às 14h, na sala da Presidência.

Recentemente, a Energisa justificou ao Procon/MS que as altas temperaturas registradas no Estado, principalmente no meses de dezembro e janeiro, causaram elevação do consumo de energia entre a população. Os deputados Pedro Kemp (PT), João Henrique (PR) e Felipe Orro (PSDB) não se conformaram com a resposta.

Na tribuna, Renato Câmara (MDB) sugeriu que o Governo do Estado reveja os índices do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

“Dependendo do consumo, a alíquota pode sair de 17% para 20% e até de 25%. O Estado precisa também contribuir, reduzindo o valor do imposto”, defendeu o deputado.