06 de maro de 2021
Campo Grande 28º 19º

Azambuja

Azambuja disse que PDV e Previdência são prioridades porque impactam os Estados

As pautas são defendidas por Bolsonaro e governo disse que fará pelo País

Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), durante solenidade em que leu a mensagem com o resumo das ações de governo da gestão passada para os deputados da Assembleia Legislativa, disse que além do Plano de Demissão Voluntária (PDV) outra prioridade da continuidade de sua gestão será a Reforma da Previdência. “Assim que o novo texto estiver pronto, o governo pretende dar apoio integral”, reforçou o líder do Executivo Estadual.

Azambuja salientou também que a reforma é essencial aos cofres públicos da União e dos Estados. “Além da previdência, outro tema importante é o pacto federativo”, disse o governador.

Apesar de serem as mesmas pautas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), Azambuja declarou que as reformas serão feitas em prol do País. “Não vamos fazer isso para Bolsonaro e sim para a população”, disse.

SENADO

Azambuja considerou boa a reeleição do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) e a eleição do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre que também é do democratas. “Eu conheço o Davi e acredito que o Senado e a Câmara estarão antenados nas pautas que o Brasil precisa avançar”, declarou.

SERVIDORES

Na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (4) foi publicada a primeira avaliação com as notas de desempenho dos servidores. O governador avaliou como bom o desempenho deles.

“Eles têm desenvolvido ações, mas vamos trabalhar com as diminuições, temos programa com o Banco Internacional de Desenvolvimento (BID) que vai desenvolver o Profisco II e que vai avaliar o desempenho das compras do governo e o desempenho dos servidores por atividade e quem paga salários dos servidores é o cidadão e temos que entregar mais”, finalizou Azambuja.