09 de maio de 2021
Campo Grande 30º 15º

Queimadas no pantanal

Bombeiros do DF voltam a MS para ajudar no combate as queimadas no pantanal

O reforço com 34 bombeiros especialistas em incêndios florestais deve sair de Brasília nesta terça-feira

A- A+

O reforço com 35 bombeiros do Distrito Federal, especialistas em incêndios florestais, volta a Mato Grosso do Sul para ajudar no combate as queimadas no Pantanal. O apoio foi anunciado na quinta-feira (31) pelo governo estadual e confirmado nesta segunda-feira (4).

As equipes de brigadistas devem sair de Brasília nesta terça-feira (5). O coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Fabio Catarineli detalhou que inicialmente os bombeiros irão reforçar o combate ao fogo no Passe do Lontra, em Corumbá.

O avião Air Tractor, usado em setembro, já está no Estado e compõe a força-tarefa. O aparelho com capacidade para despejar até 3 mil litros de água sobre as chamas já foi usado no combate aos focos de incêndio e proteção de reservas ambientais, neste domingo (3).

As queimadas no Pantanal começaram no dia 27 de outubro. Até o último sábado (2), a queimada no Pantanal já havia destruído 122 mil hectares de vegetação, entre os municípios de Aquidauana, Miranda e Corumbá. Este é o segundo incêndio de grandes proporções na região este ano e a área queimada já corresponde a cidade do Rio de Janeiro.

Emergência - Mato Grosso do Sul fechou outubro com 2.310 focos de incêndios florestais detectados, maior número para o mês desde 2002, quando foram registrados 2.586.

Na última sexta-feira (1º), a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu emergência por causa dos incêndios florestais em Aquidauana, Bonito, Corumbá e Miranda. Os municípios haviam entrado no decreto baixado pelo governo do Estado para declarar a situação, em setembro deste ano.