18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Incêndio

Corpos das irmãs mortas no Japão são cremados e família tenta contato com netas

Um mês após a morte, os corpos das irmãs brasileiras Michele e Akemy Maruyama, de 29 e 27, foram cremados no Japão neste domingo (31), no crematório de Handa, na província de Aichi Ken. A informação foi publicada pela mãe, Maria Amarilha Scardin, em uma rede social. 

Os corpos das brasileiras foram encontrados carbonizados, depois de um incêndio no apartamento onde moravam. Segundo a imprensa local, as vítimas tinham sinais de estrangulamento. O ex-marido, que é peruano, é o principal suspeito pelo crime. Para a polícia, depois de matar as duas mulheres, o autor espalhou o combustível para atear fogo no apartamento e eliminar possíveis vestígios.

Akemi morava no Japão havia uma década e deixa duas filhas, de 3 e 5 anos. Ela foi casada seis anos com o peruanos, mas estava separada há três meses. A mãe das brasileiras reside em Campo Grande, mas está no Japão desde o dia 8 de janeiro e tenta trazer as netas para o Brasil.

Atualmente as crianças estão em um abrigo e até o momento a avó não as encontrou.