03 de maro de 2021
São Paulo 39º 24º

ONG

Brinquedos feitos por detentos contribuem para o aprendizado de crianças da ONG Casa de Maria

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) realizou mais uma entrega de brinquedos pedagógicos. Desta vez, as peças em madeira e crochê confeccionadas por internos do presídio de Segurança Máxima de Campo Grande foram doadas à Organização Não Governamental (ONG) Casa de Maria, no bairro Nascente do Segredo.

Ao todo, foram entregues 30 brinquedos lúdicos entre eles carrinhos, bonecos, bolas e jogos educativos que integrarão a brinquedoteca Lar de Maria que faz parte da instituição e serão utilizados na recreação focada de mais de 50 crianças, entre 4 e 10 anos. Com oficinas de leitura e aulas de reforço, o local funciona no contraturno escolar e representa uma alternativa para evitar que as crianças fiquem nas ruas, além de entretê-las de maneira saudável e lúdica.

A doação integra o projeto Educação Lúdica com Brinquedos Pedagógicos, da Agepen, realizado por meio da direção e servidores da Máxima e a iniciativa já existe há três anos. Técnicas de bordado e sobras de madeira que iriam para o lixo se transformam em brinquedos lúdicos nas mãos dos reeducandos que atuam no setor de artesanato do presídio e na produção dos brinquedos. Para estas atividades, recebem remição de um dia na pena para cada três trabalhados, conforme estabelece a Lei de Execução Penal.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, com as crianças na entrega dos brinquedos.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, o projeto consiste em associar a filantropia à reinserção de custodiados, já que proporciona ocupação produtiva e novos valores sociais aos detentos. Esta entrega, aponta Aud, representa a 13ª instituição beneficiada, totalizando a doação de aproximadamente 600 brinquedos a centros infantis de ensino, levando diversão e aprendizado às crianças. “Na Agepen, buscamos aliar a ocupação prisional também em benefício direto para a sociedade, prova disso são os vários projetos que executamos, como este que possibilitou esta entrega que estamos fazendo”, destacou, citando também os projetos Arte com Pneus, Banco de Perucas, Hortas Sociais, Fabricação de Cadeiras de Rodas, entre outros.

A brinquedoteca foi inaugurada em fevereiro deste ano e, segundo a diretora do local, Maria Aparecida Esquibel, a doação dos brinquedos vai contribuir consideravelmente durante o ensino e no aprendizado delas. “Vai facilitar o trabalho das professoras em demonstrar as atividades de forma mais clara e lúdica. Além disso, essas peças são bem resistentes e de boa qualidade, então serão bem proveitosas no entretenimento de nossas crianças”, destacou, parabenizando o trabalho artesanal dos detentos.

De acordo com o coordenador da iniciativa, agente penitenciário Vinícius Saraiva, a previsão é beneficiar mais uma instituição infantil de ensino até dezembro, totalizando 14 entidades contempladas desde o início do projeto.

A doação dos brinquedos vai contribuir consideravelmente durante o ensino e no aprendizado delas.

Conforme o presidente da  ONG, Henrique Krames Dietrich, a instituição existe há 14 anos e também oferece assistência a famílias carentes da região Norte de Campo Grande, por meio de doações e oferecimento de alimentação, roupas e remédios fitoterápicos. “Somos uma instituição filantrópica e sem fins lucrativos e atendemos dezenas de bairros da região Norte da cidade, por isso, é muito bem-vinda qualquer contribuição da população, seja de itens para alimentação ou manutenção do espaço e, principalmente, do tempo das pessoas para ajudar no trabalho voluntário”, concluiu.

A ONG  também realiza encomendas de salgados, bolos e doces em prol da manutenção das atividades e os  interessados em contribuir podem entrar em contato pelo telefone (67) 99916-2653.

A solenidade de entrega contou com a participação do diretor em substituição legal da Máxima, José Carlos Marra, e da chefe da Divisão de Saúde da Agepen, Maria de Lourdes Delgado Alves.

Arte com Pneus

Dentro dessa mesma proposta de trabalho prisional em benefício da educação de crianças, existe também na Máxima de Campo Grande o projeto Arte com Pneus, que utiliza a mão de obra dos detentos para transformar pneus velhos em parques de diversão para crianças de Centros de Educação Infantil (Ceinfs) da Capital. Em um ano de iniciativa já foram beneficiadas dez instituições e a previsão é entregar mais um parque até o final deste ano.

Nas mãos dos detentos, mais de 600 pneus velhos já foram retirados do meio ambiente para atender à demanda, e mais de 130 brinquedos produzidos, dentre eles, balanços, escorregadores, centopeias, escaladores, triciclos, jogos educativos, entre outros, tudo muito colorido e lúdico.

Em um ano, já foram beneficiadas dez instituições e a previsão é entregar mais um parque até o fim de 2018.

Ao todo, dez internos do regime fechado confeccionam direta e indiretamente os brinquedos de pneus e outros cinco reeducandos do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira realizam a montagem dos parques.

Dentre as instituições já beneficiadas com o projeto estão os Centros de Educação Infantil (Ceinfs) Ayd Camargo César, no bairro Lageado; Paulino Romeiro Paré, no bairro Novo Minas Gerais; o Ceinf Novos Estados, no Parque Novos Estados; Professor Eloy Souza da Costa, no bairro Tijuca; Professora Elza Francisca de Souza Maciel, no Jardim Noroeste; Valdomiro Alves Gonçalves, no Jardim Centenário; Vera Alba Congro Bastos, no bairro Uirapuru; Centro de Atendimento Integral à Criança Rafaela Abrão (Caic), no Aero Rancho; EM Professor Licurgo de Oliveira Bastos, na Vila Nasser; e a EM Santos Dumont, no bairro Santo Amaro.