05 de dezembro de 2020
Campo Grande 30º 24º

CRUELDADE

Cadela é jogada de altura de 5 metros em trincheira e sobrevive

Caso aconteceu esta manhã de 26 de junho em Cuiabá no Mato Grosso

Na manhã desta 6ª-feira (26.junho) policiais do 10º Batalhão de Polícia Militar flagraram uma cadela sendo arremessada de cima da trincheira (são obras de arte de engenharia que solucionam os conflitos viários com mergulho subterrâneo na via) do bairro Santa Rosa, em Cuiabá, no Mato Grosso. A cadela foi jogada de uma altura de cinco metros trincheira abaixo. O animal está internado em estado grave em uma clínica veterinária.

Por volta das 7h30 da manhã, o comandante do 10º BPM tenente coronel Cesar Roveri estava em patrulhamento na região quando ele e mais um policial flagraram um cachorro caindo de cima da trincheira. Ao se depararem com a cena, de imediato, os policiais pararam o trânsito e resgataram o animal. Os policiais buscaram uma equipe de veterinários para retirar e atender a cadela no local, já que ela estava com ferimentos visivelmente graves: com as patas visivelmente quebradas, sagrando pela boca, com a genital ferida, mas ainda com vida.

Os militares acionaram um médico veterinário para ir até o local para socorrer o animal. Ainda na trincheira o veterinário aplicou anti-inflamatórios e morfina para aliviar a dor do animal e fazer retirada dela do local.

A cadela batizada pelos policiais de Rosinha já é idosa e está em estado grave na Clínica Veterinária Clube dos Bichos. Sob cuidados médicos e sem dor, os policiais que resgataram o animal esperam descobrir quem arremessou o animal na trincheira e principalmente estão esperançosos de que Rosinha ficará bem.

O tenente-coronel Cesar Roveri que viu o animal sendo arremessado na trincheira diz que a equipe pensou em salvar a cadela que estava muito ferida devido a violenta queda que sofreu.

“Quando olhamos o cachorro caindo no concreto foi triste e desesperador para gente. Não pensamos duas vezes em parar a viatura e socorrer o animal. A Rosinha estava muito machucada, com as patas dianteiras visivelmente quebradas, então agilizamos o socorro para ela. Agora registramos um boletim de ocorrência e contamos com ajuda da população para saber quem praticou esse ato de maldade e covardia com um animal. Maus tratos é crime”, destaca o comandante do 10º BPM.

*Com G1 MT.