27 de fevereiro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Câmara aprova projeto de lei que cria programa de combate ao bullying

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (15) um projeto de lei que cria o programa de combate ao bullying.  O projeto aprovado na Câmara dos Deputados determina que as escolas preparem professores e equipes pedagógicas para prevenir e resolver casos de bullying.

A diretora de escola Maricelia Saragioto diz que toda semana tem casos de bullying e concorda que os professores precisam estar preparados. “O professor é o grande mediador. Esse professor tem que saber ouvir porque o bullying não nasce do nada, então ouvir a história, entender e trabalhar para que sejam convergidos os sentimentos e a partir daí a convivência se tornar saudável”.

Se o projeto for sancionado pela presidência, as instituições de ensino vão ter que fazer campanhas educativas e dar assistência psicológica, social e jurídica às vitimas e aos agressores.

A lei determina ainda que os educadores evitem ao máximo punir os agressores e recomenda que desenvolvam atividades para mudar o comportamento de quem prática o bullying.

Para a professora de psicologia educacional da Unicamp, Heloísa Lins, a escola é um espaço de discussão, e é preciso ter cuidado para que os alunos não sejam criminalizados.

  
“Ainda dentro da escola talvez a gente consiga fazer essa troca de papéis e talvez esse agressor possa mudar lá dentro para que na sociedade ele se comporte de outra maneira”.

A coordenadora pedagógica Simone Batista diz que é fundamental definir critérios de avaliação para não fazer dos alunos vitimas constantes. “A criança, muitas vezes, não sabe se colocar, às vezes isso não se caracteriza como bullying. Cabe ao professor conversar”.

 

Fonte: g1