19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Fim da espera

Caravana da Saúde atrai gente de longe em busca de atendimento médico

Caravana da Saúde realiza mais de 81 mil consultas e 31 mil cirurgias em 11 microrregiões do Estado em menos de 1 ano de atividade.

A Caravana da Saúde instalada desde o dia 14 deste mês no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande, vêm transformando a vida de muitas pessoas que há anos buscam por atendimento na rede de saúde pública.

Com esse objetivo de  zerar a fila de atendimento nos hospitais de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado criou a Caravana da Saúde, que já realizou até o momento mais 31 mil cirurgias e 81 mil consultas em 11 microrregiões do Estado em menos de 1 ano.

Na espera há 5 anos, a dona Aliecy de Almeida, de 59 anos, teve que acordar cedo para ser atendida nesta quarta-feira (25) na Capital. Ela veio de Coxim para realizar a cirurgia de catarata no olho esquerdo e não enxergava nada.  "Só vejo um movimento, mais nada", disse minutos antes de passar pela cirurgia. 

A cirurgia durou em média três minutos, Aliecy que não enxergava nada saiu de lá feliz da vida pois recuperou a visão e pode voltar a ver o mundo com outro olhar. "Estou me sentido outra pessoa.  Faz horas que estava esperando e não tinha como fazer (cirurgia) por falta de condições. Graças a Deus conseguir ser consultada", contou empolgada. 

Já a dona Laurine Sone, de 79 anos, foi acompanhar o esposo que há anos sofre de catarata, mas quando chegou até o local da consulta decidiu também ser atendida foi quando descobriu que também possuía a mesma doença. " Eu vim por acaso com meus esposo que há anos está na fila da Santa Casa. Sem querer acabei descobrindo que também tenho catarata", comentou. 

Investimento 

De acordo com o coordenador da Caravana, Marcelo Mello, são realizadas diariamente  600 cirurgias oftalmológicas e os atendimentos com consultas variam entre 1.600 e 2.000 por dia, e o público tem faixa etária entre 50 a 90 anos.  

Mello explica que o governo do Estado até o momento já superou a expectativa que era de 16 mil cirurgias oftalmológicas e do inicio da ação até os dias de hoje já foram feitas em Mato Grosso do Sul 31 mil cirurgias, todas em sua maioria de cataratas. "A nossa expectativa está acima do esperado. Nós tínhamos programado fazer 12 mil cirurgias, vamos passar das 16 mil", explicou. 

Também ressaltou que a Caravana da Saúde é uma grande ferramenta de reestruturação da saúde. "Ela faz o diagnostico e dá os números reais a nós. A fila de oftalmológicos estamos zerando. Daqui para a frente o Governo estenderá a mão para os municípios do Estado", explicou Mello. Na Capital já foram realizadas desde o dia 14 deste mês 8.518 cirurgias, boa parte delas são de cataratas. 

Ao todo são 1.200 pessoas envolvidas no projeto. Além de parceiros, a Caravana da Saúde conta com voluntários e funcionários do Estado, todos empenhados em devolver um bom trabalho. Mello também adiantou que "o Estado não vai deixar ninguém sem atendimento". 

A Caravana da Saúde encerra no domingo (29)e nos dias 30 e 31 serão feitas somente cirurgias. Já no dia 6 de junho, os caminhões serão deslocados para o Hospital Regional onde serão feitas consultas oftalmológicas. Para a realização do projeto, o governo do Estado investiu em torno de 53 milhões, todos com recursos próprios.