15 de janeiro de 2021
Campo Grande 26º 23º

Atletismo

Com retomada da obra, Campo Grande entra no mapa de competições nacionais de atletismo

Em cerca de oito meses, Mato Grosso do Sul deixará de ser o único Estado sem pista de atletismo oficial para receber competições nacionais e internacionais da modalidade. O documento da retomada das obras foi assinado nesta manhã (9) pelo prefeito Marquinhos Trad, o secretário de Obras, Rudi Fioresi, o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra, e vereadores presentes.

Após assinar a retomada da obra, o prefeito Marquinhos Trad disse que essa foi uma construção coletiva. “Essa obra foi uma construção da Câmara Municipal, da Recoma, dos ministros, dos secretários e do governador, que abriu portas em Brasília. E agora, pela primeira vez, depois de 7 ministros, já começaram a montar a estrutura para trabalho, já tem equipes trabalhando e dessa vez a obra se torna uma realidade. Os campo-grandenses irão receber de nossa gestão o tão sonhado projeto da pista de atletismo” afirmou Marquinhos.

Com valores do Ministério do Esporte e da Prefeitura, a obra vai custar R$ 7,6 milhões. Para liberação dos recursos, foi necessário esforço conjunto entre ministro do esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), e da Prefeitura, que disponibilizará R$ 765 mil de contrapartida municipal.

Segundo presidente da Fundação Municipal de Esportes, Rodrigo Terra, a pista de atletismo do Parque Ayrton Senna pode ser comparada as obras do Ginásio Guanandizão e Morenão. “Esse equipamento público de esporte e lazer coloca Mato Grosso do Sul e Campo Grande no cenário nacional de uma cidade que pensa e que constrói políticas de esporte e lazer e que abre possibilidades de competições nacionais e internacionais aqui”, declarou.

Emocionado, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, professor João Rocha, lembrou das iniciativas para que se iniciasse a obra. “Em 1992, Pedro Pedrossian fez a primeira iniciativa, quando construiu um calçadão. Em 2011, na Câmara Municipal, conseguimos aprovar um projeto para o inicio das obras, mas não conseguimos finalizar. Hoje, nosso coração está pulsando de felicidade, porque estamos fazendo entregas, uma entrega histórica”, disse João.

Obra

A implantação do Projeto de Excelência Esportiva no Parque Ayrton Senna, contempla a Construção de Pista de Atletismo de Alto Rendimento Oficial Classe II, Certificada de IAAF e CBAT. A empresa vencedora, Recoma, será responsável, além da pista de atletismo com piso emborrachado, pela construção de um prédio de 200m², que funcionará de alongamento e vestuário aos atletas. A pista tem padrão internacional, com 400 metros e 8 raias, além de iluminação.

Para Valéria Cristina, Presidente da Federação de Atletismo de MS a pista vai garantir o treinamento adequado aos atletas do Estado. “A pista vai dar condições para nossos atletas treinarem e treinem uma igualdade de competição com outros Estados. Muitos atletas não conhecem uma pista oficial e chegam a competir nelas. Além da Corrida também teremos Corrida com Obstáculos, Saltos, Arremessos e Lançamento de Peso, Decatlo e Heptlato”, explicou.