05 de dezembro de 2020
Campo Grande 30º 24º

EFEITO COLATERAL

Comprovada ineficácia, Itália e França proíbem uso de cloroquina

OMS anunciou na 2ªfeira (25.maio) a suspensão dos testes com hidroxicloroquina nas pesquisas para avaliar um tratamento contra o coronavírus

O governo da França proibiu nesta 4ªfeira o uso de cloroquina e hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19. A Itália já havia suspendido o uso dos medicamentos.

Uma pesquisa com 96 mil pacientes publicada na Lancet mostrou que, além de serem ineficazes, cloroquina e hidroxicloroquina também podem matar.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou na 2ªfeira (25.maio) a suspensão dos testes com hidroxicloroquina das pesquisas acompanhadas pela agência internacional para avaliar um tratamento contra o coronavírus. A decisão foi tomada depois que a revista The Lancet publicou um estudo sobre os riscos do remédio.

A revista científica apontou na última 6ªfeira (22.maio), por meio de pesquisa, que 96 mil pacientes não apresentaram eficácia comprovada para deter a infecção provocada pelo novo coronavírus e o medicamento pode estar relacionado a um aumento no risco de morte por problemas cardíacos, como arritmia.