28 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 21º

PADROEIRO

Confira o 'abre e fecha' nesse feriado de Santo Antônio em Campo Grande

Saiba sobre a história do Santo no rodapé da reportagem

LOTÉRICAS

Fecham na quinta-feira (13), mas abrem normalmente na sexta-feira (14) e sábado (15).

CORREIOS

Fecham na quinta-feira (13), mas abrem normalmente na sexta-feira (14) .

ÓRGÃOS PÚBLICOS

As repartições públicas municipais estarão fechadas até a próxima segunda-feira (17), com exceção das que funcionam em regime de plantão. Já as estaduais fecham apenas na quinta-feira (13). 

DETRAN

Em Campo Grande, estará fechado na quinta-feira (17).

JUDICIÁRIO

O Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul funciona apenas em regime de plantão.

MERCADÃO

Não funcionará no feriado, mas abre normalmente na sexta-feira (14).

BANCOS

As agências bancárias fecham na quinta-feira (13) e só voltam a funcionar na segunda-feira (17).

SUPERMERCADOS

Os super e hipermercados de Campo Grande abrem normalmente. 

SHOPPINGS

Dia 13

Campo Grande: restaurantes, das 10h às 20h; âncoras, das 11h às 20h; lojas satélites e quiosques, das 13h às 19h.
Norte Sul Plaza: praça de alimentação, das 11h às 21h; âncoras e megalojas: das 11h às 20h.
Bosque dos Ipês: praça de alimentação, das 10h às 22h; lojas, das 12h às 21h;
Pátio Central: estará fechado.

Dia 14
Funcionam normalmente.

CENTROS DE SAÚDE

Postos de saúde 24 horas atenderão normalmente.

FEIRA CENTRAL

Funcionará normalmente. 

COMÉRCIO

Fecha no feriado, mas funciona normalmente na sexta-feira (14).

HISTÓRIA 

A quinta-feira, 13 de junho é feriado em Campo Grande, dia do padroeiro da cidade, Santo Antônio, que é conhecido por ser o 'santo casamenteiro'. Quem nunca ouviu falar das simpatias? Mas por que ele, o Santo Antônio de Pádua, ganhou esse título na cidade? 

O santo nascido em Lisboa, Portugal, se chamava Fernando. Único herdeiro de uma família de nobres, ele resolver seguir a vocação religiosa, devido aos milagres que começou a realizar, passou a ser chamado de Santo Antônio de Paduá. Tornou-se conhecido em todo mundo. Mas qual a relação dele com Campo Grande?

De acordo com a própria Igreja, que leva o nome de Santo Antônio, localizada no Centro da Capital, nas esquinas das ruas 7 de setembro com a 13 de Maio. O santo português passa a fazer parte da Capital, a partir da devoção do fundador do município José Antônio Pereira, há pouco mais de 140 anos, desde 1872, quando veio para cá em busca de áreas para lavrar, junto á uma caravana de Montes Claros, eles chegaram no que eram ainda apenas Mato Grosso.  

No trajeto, passando por Santana de Paranaíba, a comitiva foi obrigada a interromper a mudança por três meses, por conta de uma “febre maligna” que atingiu os moradores daquela região. José Antônio, que era “prático” de farmácia e homeopata - naquela época tido como bom médico - permaneceu no local tempo suficiente para acabar com a epidemia. Salvou muitas vidas.

“Foi ali que José Antônio, devoto de Santo Antônio de Pádua, fizera um voto: se não perdesse um só dos seus, quando aqui chegasse, faria uma igreja para o seu santo amigo, cuja imagem já trazia em sua companhia. Esta foi a origem do abençoado nome da nossa querida cidade”, diz parte do texto que integra os registros de fundação da matriz em Campo Grande.

O que o deu o título de 'santo casamenteiro'

“O mesmo padre abençoou, pela primeira vez, a capela e o povoado, celebrou três casamento e inúmeros batizados. Esta pequena capela situava-se numa ruela perpendicular a rua 26 de agosto, mas que, por atravancar passagem, foi necessário mudá-la, sendo construída em lugar próximo".

Fonte: Correio do Estado, com informações do Campo Grande News.