27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

CORONAVÍRUS

Covid-19 dispara em MS, mata mais 3 pessoas em 24h e soma 52 mortes

Estado tem mais de 5,3 mil infectados

Com mais 154 positivos nesta 2ª-feira (22.junho), nas últimas 24h, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou mais três óbitos por coronavírus em Mato Grosso do Sul nesta 3ª-feira (23.junho). Com isso, o Estado soma 52 mortes provocadas pela covid-19 e 5391 pessoas infectadas até o levantamento de ontem. Na tarde de ontem, quando veio a tona vídeo de pessoa em aglomeração em inauguração de bar em Campo Grande, o secretário de Saúde, Geraldo Resende, lamentou o episódio e pediu responsabilidade à população e lembrou-os que ainda não foi atingido o cume de infecções pelo vírus em MS. 

Confirmda nesta 3ª-feira, a 50ª pessoa a morrer pelo vírus em MS é mulher, de 64 anos, que era residente em Dourados. Ela tinha diabetes. A paciente estava internada em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de hospital privado de Dourados desde 09 de junho. Faleceu em 22 de junho.

A 51ª vítima é homem, de 50 anos, nacionalidade boliviana, residente de Corumbá. Ele era hipertenso e sofria de obesidade. O paciente estava internado desde o dia 15 de junho e faleceu na noite de 22 de junho.

A 52ª vítima é mulher, de 44 anos, residente de Corumbá e era técnica de enfermagem. Ela era hipertensa, diabética e sofria de obesidade. Estava internada desde 15 e junho e faleceu nesta terça-feira, 23 de junho.

Sendo assim, em Mato Grosso do Sul são 8 óbitos em Campo Grande, 5 em Três Lagoas, 2 em Batayporã, 2 em Paranaíba, 2 em Vicentina, sendo que um faleceu no Estado de São Paulo, 12 em Dourados, sendo 1 douradense que morreu em Tocantins, 2 óbitos de Brasilândia, 3 em Itaporã, 1 em Iguatemi, 2 em Rio Brilhante, 1 em Sidrolândia, 1 em Ponta Porã, 5 em Corumbá, 1 em Douradina, 1 em Deodápolis, 1 em Anastácio, 1 em Itaquirai, 1 em Guia Lopes da Laguna e 1 em Glória de Dourados.

Estas três últimas mortes não entraram no boletim epidemiológico divulgado segunda-feira pela Secretaria de Estado de Saúde. Os números apresentados mostram que em uma semana, a quantidade de infectados com coronavírus cresceu 51,8% e o de mortes 45,45%.