06 de maro de 2021
Campo Grande 28º 19º

Ameaça

Diretora de escola denunciou estupro de jovem ameaçada por ser lésbica

Suspeito ameaçou contar sobre homossexualidade da jovem à família caso ela não ficasse com ele

Denúncia de estupro da jovem de 18 anos, que teria sido abusada pelo padrasto, foi feita ao MPE (Ministério Público Estadual)pela diretora da escola em que a vítima estuda. O abuso sexual teria aocntecido sob ameaça depois de o suspeito, de 25 anos, descobrir que a vítima era lésbica. Antes de procurar a polícia, a estudante havia contado para a educadora sobre a violência que sofreu.

 

Em depoimento na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), a jovem contou que já havia falado para a diretora sobre o estupro, no entanto, nenhuma denúncia havia sido feita na delegacia. A diretora esclareceu que após saber sobre o caso, procurou o MPE.

O padrasto, de 25 anos, é suspeito de estuprar a enteada depois de descobrir que a vítima era lésbica. O caso aconteceu em Campo Grande e, à polícia, a jovem contou que o suspeito ameaçou contar sobre sua homossexualidade para a família caso ela não tivesse relações sexuais com ele.

De acordo com informações da delegada Thais França, que investiga o caso, os abusos sexuais teriam acontecido em abril durante uma viagem da mãe da vítima. O autor teria feito um vídeo da enteada conversando com a namorada e usou as imagens para ameaçá-la.

O caso segue sob investigação da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), em Campo Grande.