30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

Professor de agronomia

Dois são presos suspeitos de envolvimento em sequestro de professor de agronomia

Professor ficou em poder dos bandidos por cerca de 10 horas

Foram presos dois homens suspeitos de envolvimento no sequestro do professor de agronomia, de 33 anos, que foi mantido em cárcere privado durante o roubo da camionete em Chapadão do Sul, a 330 quilômetros de Campo Grande. Ele permaneceu mais de 10 horas em poder dos assaltantes.

Os suspeitos presos estão detidos em Água Clara e Cassilândia. A polícia ainda procura por mais integrantes da quadrilha. O bandido que dirigia a camionete Hilux, Danilo Nogueira de 28 anos acabou sendo interceptado em Água Clara pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), e já foi encaminhado para Chapadão do Sul. Já o preso em Cassilândia foi encontrado nesta quinta-feira (4). O autor já teria passagens pela polícia.

Segundo o site Chapadense, a polícia de Chapadão do Sul deverá interrogar os dois presos. O sequestro do professor teria o envolvimento de pelo menos cinco pessoas, e a polícia procura pelos outros integrantes da quadrilha.

O professor foi sequestrado durante o roubo da Hilux e levado para uma região próxima de Paraíso das Águas, município vizinho. Ele foi mantido em cárcere, vigiado por um dos assaltantes e solto na manhã desta quinta-feira (4).

Uma testemunha que passava pela região viu a vítima, a reconheceu e levou até o batalhão da Polícia Militar de Chapadão do Sul. A camionete do professor já tinha sido encontrada em Água Clara, quando era levada para outro município por um receptador.

Sequestro

Por volta das 15 horas desta quarta-feira (3), a esposa do professor procurou a polícia para relatar o desaparecimento do marido. Ele estava na camionete Hilux preta, com um aluno, em uma estrada vicinal nas proximidades da universidade. Eles estavam trabalhando e o aluno foi até um local cobrir uma tubulação, enquanto o professor ficou na estrada, com a camionete.

Quando o aluno retornou, não encontrou mais o professor. Ele telefonou para a vítima, que não atendeu. Ele estranhou o fato e comunicou a polícia e, em verificação nas imagens das câmeras da universidade, foi possível ver o momento em que a camionete passa em alta velocidade, seguindo uma moto e uma picape.

Já na madrugada desta quinta-feira (4), por volta das 3 horas, rapaz de 28 anos foi preso com a Hilux em Água Clara. Ele foi abordado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) e acabou confessando que pegou o veículo em um matagal em Chapadão do Sul e deveria levar até Dourados, onde receberia R$ 3 mil pelo serviço. O rapaz não soube dar outros detalhes sobre o roubo e nem onde estaria a vítima. O caso é tratado como roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima.