11 de maio de 2021
Campo Grande 34º 18º

Vila Almeida

Em fase de conclusão, Centro Esportivo do Vila Almeida vai beneficiar moradores da região

A- A+

Depois de 15 anos do lançamento da obra, o Centro Esportivo do Vila Almeida, em Campo Grande, está em fase de conclusão e vai propiciar esporte e lazer aos moradores da região. 

O secretário especial chefe de gabinete do governador Reinaldo Azambuja, Carlos Alberto Assis, e o diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Miranda, visitaram nesta quarta-feira (17.4) as obras do Centro Esportivo.

“É uma obra impactante para essa região da cidade. Paralisada há 15 anos, o governador Reinaldo Azambuja teve a sensibilidade de retomar a obra e breve será finalizada. Será um ganho muito grande para a comunidade que terá opções de esporte lazer e cultura. Será também um local onde as famílias possam interagir e mandar seus filhos aos futuros projetos que serão desenvolvidos. O espaço será de múltiplo uso, que poderá ser utilizada com a criatividade dos nossos profissionais de educação física que vão atuar aqui”, explicou Carlos Alberto Assis.

O espaço será destinado à comunidade da região da Vila Almeida e preparado também para atender os paratletas

O Centro Esportivo do Vila Almeida será administrado pela Fundesporte. O diretor-presidente, Marcelo Miranda, explicou que serão oferecidas diversas atividades para a população e também com ações voltadas para os paratletas.

“A construção e a reforma de espaços de esporte e lazer são fundamentais para conseguirmos democratizar, aumentar cada vez mais o acesso do sul-mato-grossense ao esporte e ao lazer. A região precisa dessa estrutura há muito tempo. O Governo do Estado e a Fundesporte sabem da importância do centro. Não estamos poupando esforços para entregá-lo à população. Em breve poderemos realizar programas de esporte e lazer em toda região”, disse Marcelo Miranda.

Orçada em R$ 1,8 milhão, sendo R$ 856 mil de recursos estaduais, a construção foi retomada em 2016. Localizado na Avenida Engenheiro Amélio de Carvalho Baís, o centro esportivo será área de lazer para a população dos bairros vizinhos e de treinamento para atletas e paratletas.  Dos 13 mil m², quatro mil são de área construída, com acessibilidade total.

O complexo abrigará duas quadras polivalentes, para prática de futsal, handebol, basquetebol e voleibol, além de bloco administrativo, com sala administrativa, sala de atendimento lúdico, depósito, sanitário público, palco, camarim, armários, vestiários, lanchonete, depósito de material de limpeza e 78 vagas de estacionamento.