22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Saúde

Família reclama de remoção de paciente na Santa Casa

A- A+

A família de Júlio Gomes Garcia, de 65 anos, está revoltada após receber a informação que Gomes será removido da Santa Casa de Campo Grande para o hospital São Julião. A sobrinha de Garcia,Francile Garcia de Menezes, de 27 anos, reclama que seu tio está sobre aparelhos de respiração e que necessita de cuidados e com a possível remoção ficará difícil acompanhá-lo, pois não tem condições de ir ate o São Julião.

Em entrevista ao MS Notícias nesta sexta-feira (5), ela contou que "vai ficar longe pra família estar com ele, a moça que cuida dele não vai poder ir lá pro São Julião, ele usa aparelhos pra respirar e não pode ficar sem cuidados, até corre risco de vida, eles falaram que vão reformar por isso a remoção, pedimos que remova mas pra uma ala do mesmo hospital", contou Menezes.

Outro lado

De acordo com assessoria da Santa Casa, “a reforma no hospital não irá prejudicar o atendimento ao público e que todos os pacientes serão removidos do local e serão realocados nas dependências do hospital, como também foram devidamente realocados os das reformas anteriores”.

Ainda conforme o hospital, a informação divulgada pelo MS Notícias sobre o Júlio Gomes Garcia (54) não procede e o paciente será encaminhado para outro local, “não por simples iniciativa do hospital, mas por tratamento referencial especificado na Portaria nº 2809 de 7 de dezembro de 2012 do Ministério da Saúde”. 

O caso

Segundo nota da assessoria do hospital, “as unidades de saúde são ordenadas e organizadas de acordo com um “mapa” de referências determinado pelo Sistema de Saúde. Neste mapa cada quadro clínico deve ser direcionada a determinada instituição para melhorar o funcionamento do todo. Para o hospital isto não é opção, mas norma a ser seguida, sob pena de reprimendas administrativas.

O caso do paciente em questão, por seu diagnóstico atual, sai da referência da unidade em que se encontra e, por determinação da norma citada, deve ser encaminhado a uma Unidade de Cuidados Prolongados com determinadas características. A presença do paciente em ambiente devidamente preparado para as especificidades de seu quadro é fundamental para se ter o melhor aproveitamento do tratamento em seu favor. O quadro clínico do Sr. Júlio Gomes Garcia evoluiu de maneira a necessitar de cuidados que estão na referência do Hospital citado e estas transferências são comuns quando a evolução assim exige”.

 

*** Matéria editada e atualizada para acréscimos de informações, às 16h46.