11 de abril de 2021
Campo Grande 34º 22º

Cooperativa

Federação das Cooperativas lança proposta para o fim da greve dos celetistas

Depois da grande mobilização feita junto aos trabalhadores em cooperativas do estado do Mato Grosso do Sul onde em assembleia os trabalhadores aprovaram a greve no setor, a direção da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas no Brasil – Fenatracoop encaminhou às cooperativas a decisão tomada em assembleia e abriu o prazo de 72 horas para que as cooperativas se manifeste e procura a negociação. Caso isso não acontece, a federação convoca greve nas cooperativas do Mato Grosso do Sul a partir do dia 12 de setembro.

“Tudo está organizado e articulado, estamos aguardando a manifestação das cooperativas para saber qual caminho seguir. Esperamos o bom senso dos presidentes das cooperativas e da diretoria do sindicato patronal para que procurem a negociação ao invés do enfrentamento”, revela o presidente da Fenatracoop Mauri Viana Pereira.

 

Foto:Divulgação/Assessoria 

PAUTA DA GREVE

No último domingo dia 28 de agosto, os trabalhadores também aprovaram a pauta da greve que prevê: entre outros itens, reajuste salarial de 28%, piso salarial de R$ 1.700,00, isenção de custo de transporte e pagamento das horas initineres, pagamento de insalubridade e periculosidade, ticket de refeição e vale alimentação de R$ 1.200,00 para os trabalhadores em cooperativas do ramo de crédito e de R$ 480,00 para os demais ramos.

 A pauta prevê também o pagamento dos dias parados e a estabilidade no emprego pelo período de 12 meses, ou seja, é proibido a demissão por justa causa, sem justa causa pelo período de um ano a partir do retorno ao trabalho. “Vamos agora dar um prazo para que as cooperativas tenham a oportunidade de procurar a negociação, se isso não acontecer, a ideia é iniciar o movimento paredista a partir do dia 12 de setembro”, afirma Viana. (Com assessoria).