25 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

3ª EDIÇÃO | NOVA ANDRADINA

Festival no Instagram, "Melhor do Que Parece" expõe e reflete arte de MS

Programação do festival terá duração de duas semanas

A- A+

‘Melhor do Que Parece’ é um festival que se iniciará no dia a 03 de abril de 2021 e terá duas semanas de duração.

Durante esse período, serão postadas no instagram (no projetoa.gema) e no canal de youtube do projeto – em formato de clipe – as produções culturais realizadas pelo Projeto Gema, contando com 12 músicas, 6 poesias, 3 danças, 6 entrevistas e 6 exposições fotográficas de 6 fotógrafos diferentes.  A programação é composta por diversos artistas de Nova Andradina, município no interior de Mato Grosso do Sul. 

Através das produções curtas o projeto pretende expor e refletir a diversidade presente na arte como forma de resistência às adversidades da vida, de gênero, de raça, cultural e educacional.

A idealização parte do Projeto Audiovisual Gema, um coletivo de arte criado por um grupo de acadêmicos de história, Nova Andradina – MS. “Foi através da nossa professora Rejane Candado, que nos encorajou a realizar nosso primeiro festival, em 2018, que contemplasse os mais diversos seguimentos artísticos. No ano de 2019 repetimos a dose e estávamos bastante entusiasmados para o ano 2020 diante da repercussão que o festival estava tomando. De fato, a pandemia nos deixou bastante frustrados e ‘desesperançosos’, com relação ao nosso fazer artístico e a importância que o evento teve e tem para gente. Foi quando ao olhar para esse novo normal, e ver esse mundo – que já estava virtual antes – ficando cada vez mais virtual que tive a ideia de levar o nosso festival para esse espaço e não deixar perder a mensagem tão bem construída por nós durante esses anos”, esclareceu Rodrigo Souza, um dos coordenadores e criadores do projeto.

VEJA A PROGRAMAÇÃO NA GALERIA ABAIXO 

CULTURA

A edição especial e virtual do festival desse ano foi contemplada com os recursos da Lei Federal Aldir Blanc. Rodrigo conta que o nome ‘Melhor Do Que Parece’ vem da música de uma banda chamada O Terno e que pode ter vários significados para várias pessoas. “A música fala sobre um estado de vida em que nós nos sentimos errados desencaixados e tudo em nossa volta parece desmoronar, começamos a ansiar por mudanças, por coisas novas quando tudo o que precisamos sempre esteve dentro da gente. Sempre melhor do que pareceu estar”, traduziu o artista.

Coordenação do Projeto Gema. Da esquerda para direita: Nayara Machado, Rodrigo Souza, Felipe Barreto e Nanda NóbregaCoordenação do Projeto Gema. Da esquerda para direita: Nayara Machado, Rodrigo Souza, Felipe Barreto e Nanda Nóbrega. Foto: Divulgação

Nanda Nóbrega, que atua na coordenação do projeto diz a ideia sempre foi criar um projeto plural e que compreendesse diversos segmentos artístico. Ela acredita que a “arte não é estática, única; arte é movimento, é diversa, é caótica. E pensando nisso, o projeto “quis abranger um pouco de tudo”, disse.

A produtora Nayara Machado, que cuidou de toda tramitação do projeto no edital, disser ser necessário são de grande importância para o fomento e a manutenção da cultura no país, pois patrocínios para qualquer ação cultural, são viabilizados na sua maioria pelas leis de incentivo. “Em qualquer outro cenário, a Lei Aldir Blanc é necessária, e deveríamos ter lei vitalícia de incentivo à cultura nas esferas municipais, porque em 2018 e 2019 já teria feito grande diferença para nós. E, agora com a pandemia perdurando entre 2020-2021, a Lei Aldir Blanc fora essencial, pois o setor artístico brasileiro foi afetado severamente. E, sem a Lei Aldir Blanc, não teríamos chegado onde chegamos, não teríamos tido a possibilidade desse dinheiro chegar às mãos de tantos artistas nova-andradinenses. Todo o material utilizado, entre câmeras, equipamentos de som, locações, foram acessados apenas pela existência da lei. E, diferentemente dos anos anteriores, em 2020/2021, o nosso projeto pôde ter a honra de pagar os artistas que se apresentaram, o que foi um grande passo inédito para nós, e só foi possível pela Lei Aldir Blanc”, finalizou. 

Para saber mais detalhes e ficar por dentro de todo conteúdo do festival, basta acessar o perfil no instagram do projeto: instagram.com/projetoa.gema.