28 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Emoção

Galeria do Quinto Constitucional é inaugurada na OAB/MS

No ocaso de nossas vidas, na hora da partida, eu invoco as palavras de Piero Calamandrei, em sua obra: “Eles, os juízes, vistos por um advogado”: “Meu Deus! Na hora em que eu for morrer, permita-me que todos os que eu condenei também estejam mortos, porque com eles eu quero me encontrar no Reino de Deus, esperando que aqueles que eu condenei digam que fui condenado com base na justiça e não na lei dos homens. Se algum deles disser que foi injustiçado, a esse eu quero pedir perdão, porque em última instância condenar alguém é missão de Deus”.

Com estas palavras, o desembargador aposentado, Carlos Stephanini, agradeceu a homenagem da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS) aos demais desembargadores que ocuparam vaga destinada à advocacia no Tribunal de Justiça. “Aos 79 anos de idade, receber nome de rua, nome de praça ou integrar uma galeria de representantes da OAB no Poder Judiciário é muito importante. Num momento em que talvez eu não esteja mais aqui, esta Galeria do Quinto constitucional será engalanada com a presença dos que serviram o Judiciário”, declarou.

A primeira homenagem aos juristas aconteceu na manhã desta quinta-feira durante a reunião ordinária do Conselho Seccional. Quatro desembargadores aposentados receberam as placas de honra entregues pelos membros da diretoria da OAB/MS, sob os olhares atentos de familiares e conselheiros da entidade. O desembargador Higa Nabukatsu, que entrou no TJ em 1979, foi homenageado pelo vice-presidente da entidade, Gervásio Alves de Oliveira Junior; o desembargador Carlos Stephanini, que ingressou no Tribunal de Justiça pela vaga do Quinto Constitucional no ano de 1991, foi homenageado pelo secretário-geral, Marco Aurélio de Oliveira Rocha; Abdalla Jallad, que assumiu a vaga de desembargador em 1992 recebeu a placa do secretário-adjunto, Vinícius Monteiro Paiva e Horácio Vanderlei Nascimento Pithan (in memoriam), representado pela esposa, foi homenageado pelo diretor-tesoureiro, Stheven Razuk.

O primeiro desembargador eleito pelo Quinto constitucional em uma vaga destinada à advocacia foi Higa Nabukatsu. Ele lembrou a trajetória de trabalho e disse ter orgulho de integrar a elite da intelectualidade jurídica do estado. “Representei a OAB com muita humildade e com muita vontade de acertar e fazer justiça. Meu propósito foi de honrar a investidura de desembargador. Estou emocionado e sensibilizado com esta homenagem”, disse.

Em seu discurso, o presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche, disse que a homenagem aos que fizeram e aos que estão fazendo parte do Quinto constitucional é um resgate à história da Seccional. “Vocês honraram tanto a beca quanto a toga, portanto honraram a nossa classe. Resolvemos homenagear esses juristas que saíram das funções de advogado para as funções de julgador em reconhecimento os relevantes serviços que cada um prestou para a advocacia e a sociedade sul-mato-grossense”, destacou emocionado Karmouche.

No dia 16 de julho, data em que se comemora o Quinto constitucional, outros seis desembargadores que ainda estão na ativa serão homenageados.