22 de junho de 2021
Campo Grande 28º 16º

MEIO AMBIENTE | DISTRITO DE CAMISÃO

Homem deixa cavalo ferido morrer de fome em valeta: "não tinha o que fazer", justificou

Infrator foi preso bebendo em um bar; pagará multa e responderá pelo crime de maus-tratos a animais

A- A+

Um homem de 62 anos, morador do Distrito de Camisão, em Aquidauana, foi preso hoje (16. abril) e autuado em R$ 1,5 mil após deixar um cavalo morrer em uma valeta (depressão). A denuncia foi feita à Polícia Militar Ambiental (PMA). 

Segundo a autoridade ambiental, o animal foi visto várias vezes preso por uma corda sem ter o que comer e beber. O denunciante do caso ligou ao proprietário para pedir a retirada do animal da valeta, porém, o dono teria afirmado que nada poderia ser feito pelo bicho.  

A equipe da PMA foi ao local e constatou que o cavalo não resistiu aos ferimentos e já estava morto. Os Policiais localizaram o acusado sentado em um bar no Distrito e ao indagar sobre o ocorrido, ele confirmou o fato dizendo que realmente não teria mais o que fazer.

O infrator, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana e responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de três meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.500,00.

A PMA solicitou que uma máquina retroescavadeira da Prefeitura Municipal de Aquidauana que estava fazendo um serviço nas proximidades do local para enterrar o cavalo em local adequado.