24 de janeiro de 2021
Campo Grande 29º 22º

Briga em público

Integrantes do PSL voltam a se atacar nas redes sociais

Frota atacou Marcelo Antônio na última quinta-feira(13), um dia após o pedido de moderação feito por Bolsonaro.

A trégua estabelecida por integrantes do PSL, após o presidente eleito Jair Bolsonaro ter pedido para que os membros do partido parassem de brigar em público, durou menos de 48h.

Desta vez, o futuro ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (MG), foi acusado pelo deputado eleito Alexandre Frota (SP), de abrigar um lobista da a indústria de medicamentos na equipe de transição para o governo de Bolsonaro.

De acordo com a "Folha de S. Paulo", Frota atacou Marcelo Antônio na última quinta-feira(13), um dia após o pedido de moderação feito por Bolsonaro.

O futuro ministro Marcelo Antônio respondeu o companheiro de partido nas redes sociais. 'Nada mais desleal com um colega do que tratar questões tão sérias como essa via redes sociais sem antes consultar ou apurar a veracidade dos fatos', afirmou ele.

Em resposta ao colega, também feita nas redes sociais nesta sexta-feira(14), Alexandre Frota afirmou que deve lealdade apenas ao povo e a Bolsonaro. 'Quem é leal primeiro aos amigos podem (sic) acabar se envolvendo, ainda que sem conhecimento, em situações embaraçosas com um simples aperto de mão', escreveu.