09 de maro de 2021
Campo Grande 31º 21º

Desembargador

Juiz da infância de Dourados é promovido a desembargador do TJ

Na tarde desta quarta-feira (20), os desembargadores que compõem o Tribunal Pleno votaram concurso de promoção, pelo critério de antiguidade, e o juiz Zaloar Murat Martins de Souza, da Vara da Infância e da Adolescência de Dourados, foi promovido para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de MS.
 
A partir da posse, o magistrado passará a compor uma das Câmaras Criminais e uma das Seções Criminais. Questionado sobre a nova responsabilidade que assumirá ao judicar em segundo grau, confessou receber com alegria a promoção, pois é a realização pessoal de um integrante da magistratura chegar ao ápice da carreira.
 
Zaloar explicou ainda que deixou de se inscrever em alguns concursos de promoção para o TJMS porque questões familiares o impediam de optar por uma mudança tão grande, mas a vida exigiu dele decisões, assim, convenceu-se que, caso não o fizesse desta vez, não o faria mais.

Decidiu por se inscrever no concurso de promoção.
 
“Como todo magistrado, sonhei chegar ao topo da carreira e ser promovido a desembargador. Atuarei em uma das Câmaras Criminais e tenho amigos lá, juízes que atuaram em Dourados como o desembargador Jairo e a desembargadora Dileta, o que penso será um fator favorável na adaptação ao novo cargo”, contou.
 
Sobre o que a sociedade pode esperar do desembargador Zaloar Murat, ele garantiu que continuará fazendo o que faz enquanto titular de vara de entrância especial. “Quem conhece meu trabalho não vai se decepcionar. Continuarei empenhado, esforçado, agindo com bom senso nas minhas decisões. Prova disso é que por 14 anos fui juiz da infância em Dourados, o que requer tudo isso”, concluiu.
 
Conheça – Zaloar Murat Martins de Souza ingressou na magistratura em janeiro de 1989, na 10ª circunscrição, após aprovação no XI Concurso para o cargo de Juiz Substituto.
 
Em agosto do mesmo ano, uma promoção o levou para a comarca de Sete Quedas, onde permaneceu até março de 1991, quando, por remoção, passou a judicar em Itaporã.
 
Em março de 1995, foi promovido para a 1ª Vara de Amambai, comarca de segunda entrância. Foi diretor do Foro. Foi promovido para Dourados em março de 2001 e na comarca de entrância especial judicou na 6ª Vara Cível, sendo removido em 2004 para a Vara da Infância, onde permaneceu até a promoção para desembargador.