12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Justiça penhora bens de Cunha para pagar despesas judiciais

Pedido de gratuidade feito pela defesa do ex-deputado foi negado

A- A+

O deputado cassado Eduardo Cunha tem uma dívida de R$ 8.425,80 com o Tribunal de Justiça do Rio, referente a despesas judiciais com processos. Seus advogados entraram com pedido de gratuidade, alegando que os bens do político estão bloqueados, mas a Justiça negou a solicitação.

A juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível do Rio, determinou que os bens supérfluos encontrados na residência do ex-deputado sejam penhorados para pagar o débito.

Cunha está preso no Complexo Médico-Penal em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (PR). Ela já foi condenado em segunda instância a 14 anos e seis meses de prisão, em regime inicialmente fechado, no âmbito da Operação Lava Jato, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.