23 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Ilusionismo

“Mágica Mortal” estreia para contar os últimos truques de lendas do ilusionismo

O homem sempre se interessou fortemente pelo sobrenatural. Com o passar do tempo, criou-se um ramo no entretenimento responsável unicamente por instigar esse desejo. Mágicos e ilusionistas utilizam-se de truques cuidadosamente planejados para deixar a plateia boquiaberta, mas não é tão incomum algo sair fora do planejado e ocorrerem mortes durante as apresentações.

Se um desses truques fatais já é perigoso, imagine uma temporada inteira deles. Para quem quiser ver um ilusionista constantemente arriscar sua vida, chega à Netflix a série “Mágica Mortal”. 

A série, com estreia marcada para o dia 30 de novembro, irá acompanhar o ilusionista Drummond Money-Coutts na tentativa de recriar truques que mataram alguns dos mágicos mais famosos do mundo, diante de uma plateia improvisada.

Como na realização de alguns deles o protagonista pode realmente falecer, a pessoa que participar de alguma das ilusões tem que assinar um termo que a exime de responsabilidade no caso de algum incidente fatal. Se a chance de algo dar errado em um truque já é grande, realizar vinte e quatro deles em uma temporada mercece, no mínimo, um atestado de insanidade.

Em acréscimo às releituras dessas performances, Coutts ainda explora a morte de cada mágico quase que de uma forma documental, visto que cada apresentação é feita no local onde ocorreu a fatalidade. Com isso, os entusiastas por mágica não só se entretêm com as apresentações como também podem conhecer melhor a história por trás de cada truque e cada ilusionista falecido.

Drummond Money-Coutts explora uma ironia interessante, visto que muitos mágicos morreram por tentarem se imortalizar como lendas do ramo. Além disso, como o protagonista está constantemente desfiando a morte, não existe uma certeza de mais temporadas. Inclusive, pode ser que um dos episódios da série “Mágica Mortal” seja o último truque de Coutts.