MS Notícias

sbado, 04 de julho de 2020

FRAUDE

Mais de 50% dos militares não devolveram os R$ 600 de auxílio emergencial

Defesa diz que benefício foi pago indevidamente para 53,4 mil

Por: REDAÇÃO29/06/2020 às 13:04
ComentarCompartilhar
Foto: Marcos Corrêa/PR

Dois terços (68%) dos mais de 73 mil militares das Forças Armadas que receberam, de forma irregular, o auxílio emergencial de R$ 600 não devolveram espontaneamente o benefício. O governo federal abriu, em 18 de maio deste ano, um site (acesse aqui) para as pessoas devolverem o auxílio de R$ 600 caso acreditem ter recebido o benefício de forma irregular.

Dados do Ministério da Cidadania apontam que 39,5 mil pessoas devolveram o benefício até o último dia 12 de abril. Desse total, 23,6 mil eram militares, segundo a pasta.

O número total de auxílios indevidos divulgado agora pelo ministério é menor que o informormado em em maio. Na época, a Defesa havia informado que 73.242 militares ativos, inativos, pensionistas e anistiados receberam o auxílio indevidamente.

Dessa maneira, dos pelo menos R$ 44 milhões gastos com a primeira parcela do benefício depositado nas contas dos militares, foram recuperados R$ 15,2 milhões.

Em maio, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou o cancelamento dos cadastros dos militares admitidos no programa e informou que deverá haver o ressarcimento.

Para receber o benefício, o trabalhador precisa ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50) e ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família. O beneficiário também não pode ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma