08 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Dia do Portador

Mais de 6 mil pessoas usam marcapasso em MS, aponta dados do Deca

A- A+

Profissionais da Saúde comemoram o Dia do Portador do Marcapasso em Campo Grande, na Praça Ary Coelho, das 8h às 12h30. Pelo terceiro ano consecutivo, médicos cardiologistas e cirurgiões cardíacos realizam evento para sensibilizar a população sobre o dispositivo que regula os batimentos cardíacos, os mitos e as verdades, e decidiram oferecer orientações na praça para tirar dúvidas de quem passar pelo local.

Foto: Divulgação/Assessoria 

Mais de 6 mil pessoas em Mato Grosso do Sul, de acordo com a média divulgada pelo DECA (Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial), utilizam o aparelho em Mato Grosso do Sul. Em média, de acordo com DECA, de 25 a 35 implantes foram feitos em Campo Grande e Dourados nos últimos anos. “Poucos sabem o que pode, o que não pode, quais os riscos e o que é lenda, em relação ao implante cardiovascular”, comenta o médico representante do Deca no Estado, Mauro Cosme Gomes Andrade.

Para dar mais atenção e suporte a milhares de brasileiros portadores de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis, foi criado o Dia do Portador do Marcapasso; o aparelho tem por finalidade regular os batimentos cardíacos. Essa ação acontece simultaneamente em 30 cidades brasileiras. Entre as principais dúvidas, segundo o médico Mauro Andrade, são possíveis interferências de celulares e outros aparelhos eletrônicos, micro-ondas, portas giratórias de bancos, ressonância magnética e se é permitida a prática de atividade física.

Paralelo a isso, a campanha também tem o objetivo de alertar a opinião pública sobre a necessidade de melhorar o acesso dos pacientes que precisam desses dispositivos. Atualmente muitas pessoas morrem na fila do Sistema Único de Saúde à espera por um implante. “O marcapasso é feito pelo SUS e custa até R$ 60 mil; o dispositivo garante ao paciente com problemas cardíacos uma vida normal”, comentou o médico Mauro Cosme Gomes Andrade. 

Sobre o DECA - O DECA (Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular) é responsável pela área de implante de marca-passos, cardioversores desfibriladores implantáveis e ressincronizadores cardíacos no Brasil.

É a referência do Ministério da Saúde para normatização sobre indicações para os dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis. As normas e portarias que tratam sobre o credenciamento de serviços e autorização de profissionais médicos para implante desses tipos de dispositivos ou próteses, seja via SUS ou convênios particulares, também foram criadas e desenvolvidas pelo departamento.