MS Notícias

quinta, 09 de julho de 2020

EDUCAÇÃO

MS é o 5º Estado com maior densidade de pesquisadores doutores

Diretor-presidente da Fundação de Ciência e Tecnologia de MS, ressaltou a importância deste capital humano que vem crescendo ano

Por: DIOGO RONDON05/06/2020 às 12:10
ComentarCompartilhar
Com o intuito de evitar aglomerações, os pesquisadores Caio Fernando Ramalho de Oliveira e Ariadne Barbosa Gonçalves, assinaram em nome de todos os pesquisadores selecionadosCom o intuito de evitar aglomerações, os pesquisadores Caio Fernando Ramalho de Oliveira e Ariadne Barbosa Gonçalves, assinaram em nome de todos os pesquisadores selecionadosFoto: Priscila Peres

O Secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck; acompanhado do secretário-adjunto da pasta, Ricardo Senna; do diretor-presidente da Fundação de Ciência e Tecnologia de MS, Márcio de Araújo Pereira; e da diretora-científica da Fundect, Edna Scremin Dias; participou na tarde desta quinta-feira (04) da assinatura dos Termos de Outorga referentes à Seleção Pública de Pesquisadores para o Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional no Estado de Mato Grosso do Sul (PDCTR).

A Seleção tem como objetivo conceder bolsa de pesquisa para atrair pesquisadores desvinculados do mercado de trabalho e fixá-los em instituições de ensino superior e pesquisa, além de outras instituições que promovam ciência, com o objetivo de propiciar o fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes e a criação de novas linhas de pesquisa de interesse regional.

Com o intuito de evitar aglomerações, os pesquisadores Caio Fernando Ramalho de Oliveira e Ariadne Barbosa Gonçalves, assinaram em nome de todos os pesquisadores selecionados.

De acordo com o Secretário de Estado, Jaime Verruck, esta iniciativa do CNPQ, Semagro e Fundect é de extrema importância para o fortalecimento do conhecimento e dos recursos humanos em MS.

“Doze (12) novos doutores virão a Mato Grosso do Sul trazendo todo seu conhecimento e pesquisas para serem desenvolvidas aqui. São projetos nas áreas de Bioeconomia, Biodiversidade, Biotecnologia, Saúde, Inovação Tecnológica, entre outros. O histórico deste programa ao longo dos anos mostra que cerca de 50% destes pesquisadores acabam se fixando em nosso Estado”, afirma o secretário.

O diretor-presidente da Fundação de Ciência e Tecnologia de MS, ressaltou a importância deste capital humano que vem crescendo ano após ano em nosso Estado. “Em 2000, Mato Grosso do Sul tinha 136 doutores, levantamento feito pela Fundect mostra que em 2019 esse número saltou para 2.600, tornando o MS o 5º Estado do país com a maior densidade de doutores. Isso é o resultado de uma política de valorização destes profissionais seja por meio da concessão de bolsas ou por outros programas de fomento a pesquisas”, afirma Márcio.

 

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma