13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Febre aftosa

MS inicia nesta terça campanha de vacinação contra a aftosa

Meta da Iagro é vacinar nesta campanha que começa nas três regionais sanitárias, 21 milhões de animais, entre bovinos e bubalinos.

A- A+

Mato Grosso do Sul tem um rebanho bovino de aproximadamente 21 milhões de animais, é o quarto maior brasileiro, mas se fosse de um país, equivaleria ao oitavo maior do mundo, atrás somente da Índia, do próprio Brasil, da China, dos Estados Unidos, da União Europeia, da Argentina e da Austrália, conforme dados do Departamento de Agricultura norte-americano e da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Pecuária (FAO).

É para imunizar este grande rebanho, que a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) inicia nesta terça-feira (1º de maio), em todas as regiões sanitárias do estado: Planalto, Fronteira e Pantanal, a primeira etapa campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2018. A meta do órgão é vacinar 21 milhões de animais, entre bovinos e bubalinos.

No Planalto e na Fronteira a vacinação acontecerá de 1º a 31 de maio, e o registro deve ser feito de 1º de maio a 15 de junho. Os proprietários da região do Pantanal que optarem pela vacinação de todo o rebanho em maio, deverão vacinar de 1º de maio a 15 de junho e o registro de 1º de maio até 2 de julho.

Entretanto, o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Aguilar Rodrigues Leite, desde meados de abril aponta que a entidade poderá pedir a Iagro a ampliação do prazo de vacinação em razão da antecipação da cheia no Pantanal, que está fazendo com cerca de 1 milhão de cabeças que estão nas áreas mais baixas, sejam removidas para locais mais altos.

Luciano diz que a entidade já possui, inclusive, laudos técnicos da Embrapa Pantanal e Famasul, que podem embasar o pedido, se necessário. Em decorrência da situação extraordinária, ele comenta que os animais que estiverem sendo retirados poderão ser vacinados quando chegarem ao destino ou mesmo durante o deslocamento, nas estradas.

A Iagro já publicou uma instrução de serviço em que orienta produtores da região do Pantanal que em caso de enchente na propriedade, a retirada dos animais deve ser requerida junto ao órgão. Caso o destino seja informado previamente, será feita a emissão de GTA, caso não informe o local o serviço oficial deve controlar e acompanhar a movimentação dos animais.

A campanha de vacinação da aftosa deste ano, acontece sobre o impacto de uma notícia positiva para o setor, com o anúncio no início do ano de que o Comitê Cientifico da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) aceitou o pedido para declarar todo o Brasil como livre da aftosa com vacinação. O certificado com esse reconhecimento deve ser emitido no congresso da entidade em Paris, em 20 de maio.