26 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

ESCÂNDALO

"Não tenho nada a falar sobre isso" diz Elizeu sobre escândalo do pai na igreja

O candidato a vereador, Elizeu Dionizio, não quis comentar o caso de escândalo envolvendo o seu pai Antônio Dionizio, pastor presidente da Convenção das Assembleia de Deus em Mato Grosso do Sul (COMADEMS) que aparece no vídeo dando uns tapinhas nas nádegas da ex-funcionária da igreja e sua suposta namorada.

Elizeu foi questionado pela reportagem se teria algum envolvimento na divulgação do vídeo para derruba-lo, pois ele e o pai estão com a relação estremecida após o pastor, provocar a separação com Elizabeth, sua ex-esposa. "Embora eu não concorde com as atitudes dele, nada faria para prejudica-lo ou expô-lo de alguma forma, mesmo porque, diretamente – e não indiretamente – isso me afeta, como inclusive tem afetado, a mim e minha família", disse Elizeu.

Questionado sobre o escândalo, Elizeu disse "Não tenho nada a falar sobre isso, tudo que poderia ser dito eu já o fiz, a ele e a minha família na última reunião que tivemos em março de 2019", revelou.

Ele ainda falou que é assembleiano, o rompimento dele, é com a direção da igreja, e que não teria ficado bravo após a igreja apoiar o candidato Junior Longo. "A Igreja sempre escolhe um projeto político para apoiar em tempo de campanha eleitoral, até para que tenhamos dentro do âmbito político vez e voz para defendermos os nossos valores, como a defesa da vida, em sua plenitude, a defesa da família, tão atacada e os princípios cristãos, ensinados nos Evangelhos de Cristo. Desde 2012, quando fui pela primeira vez candidato a vereador, tive o apoio da Instituição, mesmo porque no momento fui escolhido para representar o projeto político da ADM. Em 2014 e 2018 do mesmo modo. Portanto, sempre tive o apoio da ADM para representar os interesses cristãos junto a Câmara, municipal e federal. Esse ano, por conta do meu desligamento da diretoria outro representante foi escolhido como Projeto político da instituição", afirmou.

O escândalo

Um história sem fim, hoje aconteceu mais um desdobramentos na Igreja Assembleia de Deus Missões. Vários pastores que fazem parte da Convenção das Assembleias de Deus no Estado de Mato Grosso do Sul (COMADEMS) querem o afastamento do pastor Antônio Dionizio da presidência da entidade.. 

Em nota divulgada na noite de quarta-feira (21), cerca de 31 líderes municipais assinam nota de repúdio contra Dionízio, que aparece em vídeo dando tapinhas nas nádegas da ex-funcionária da igreja e suposta 'amante'.

O grupo de pastores irá pedir abertura de processo administrativo para definir eventual penalidade ao pastor, que pode chegar até à expulsão dele do ministério, pela conduta desrespeitosa com os fieis e a igreja e principalmente Deus.

O pastor que será ouvido pelos pastores que fazem parte da COMADEMS, disse ao MS Notícias que o vídeo foi entrege para um profissional, que teria 'editado' ele para parecer que ele deu os tapinhas no bumbum da ex-funcionária. 

Antônio Dionizio, relatou que nunca teve algum tipo de relacionamento com a sua funcionária e que o vídeo já foi entregue para a perícia. 

Nota Publica

CONSIDERANDO os recentes acontecimentos ocorridos e amplamente divulgado pela mídia estadual e nacional contendo fatos ocorridos com o atual presidente da COMADEMS;

CONSIDERANDO que as notícias e imagens divulgadas vão contra os dispositivos legais do Estatuto da COMADEMS bem como às normativas contidas na Bíblia Sagrada;

CONSIDERANDO a reunião extraordinária de pastores presidentes de campo eclesiástico e membros filiados a COMADEMS;

Vimos dar PUBLICIDADE a NOTA DE REPÚDIO abaixo: