18 de junho de 2021
Campo Grande 27º 15º

TELEVISÃO

Novela 'Pantanal' está dividida em fases e atriz Bruna Linzmeyer fará a 1ª

Gravações no Pantanal estão previstas para julho desse ano

A- A+

A atriz Bruna Linzmeyer, de 28 anos, acertou sua participação em “Pantanal”. A novela da Globo terá fases, e a atriz fará a primeira. As gravações no Pantanal estão previstas para julho desse ano. Ainda não foi informado se atriz viverá o papel o principal. A informação foi dada pela colunista do jornal O Globo, Patricia kogut.

A jovem de 23 anos, Alanis Guillen, que protagonizou "Malhação - Toda Forma de Amar" (2019/2020) vivendo a sofredora Rita, havia sido anunciada como atriz que faria Juma, apesar disso, a Globo não bateu o martelo sobre a informação dada pelo colunista Flavio Ricco, do R7. 

Vanessa Giácomo chegou a ser cotada para viver Juma Marruá, mas declinou do convite. “Eu não me sinto à vontade para fazer uma personagem que é virgem, que tem 20 anos”, disse ela.

Osmar Prado também já está confirmado na trama, fará o Velho do Rio, papel que foi recusado por Antonio Fagundes. 

Marcos Palmeira, fará José Leôncio. E Julia Dalavia ficará com a personagem Guta. José Loreto e Dira Paes também foram cotados para a produção.

Bruno Luperi, neto de Benedito Ruy Barbosa, o autor da primeira versão, da Manchete, está trabalhando nos capítulos. Rogério Gomes, o Papinha, dirigirá. A previsão é que a história entre no ar depois de "Um lugar ao Sol", a próxima novela das 21h.

A JUMA

Juma Marruá é uma jovem pantaneira, a moça virava onça e hipnotizou o público brasileiro, há 30 anos, na novela "Pantanal" exibida na extinta TV Manchete. 

GRAVAÇÕES

A nova versão em 2021 na Globo, encontra um Pantanal bem menos preservado e se depara com a dificuldade de iniciar as gravações em meio a uma das maiores crises sanitárias de Saúde do mundo. 

NARRATIVA

O escritor, neto de Ruy Barbosa, Luperi disse que a trama terá poucas mudanças. “Serei fiel a versão original. Não à toa, o meu processo começa na leitura minuciosa e análise de cada um dos 209 capítulos escritos pelo Benedito. É natural que algumas situações, hoje, estejam fora de contexto, mas a estrutura dramática é atemporal. Por isso depois de todos esses anos o Pantanal segue vivo no imaginário de todos nós”, explicou.