13 de maio de 2021
Campo Grande 25º 15º

Diálogo

O contraditório e o diálogo aprimoram mesmo os melhores ideais, ressalta Eunício

A- A+

Em Plenário após empossar Jair Bolsonaro na presidência da República e o general Hamilton Mourão na vice-presidência, o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira, afirmou ver em ambos "a vontade e o patriotismo necessários para o exercício do contraditório e do diálogo, ferramentas das mais importantes na vida pública brasileira".

Mesmo os melhores ideais, ou as melhores ideias, podem ser aperfeiçoadas. Saber divergir com argumentos sólidos enriquece a política e a vida. É assim que crescemos e nos aprimoramos — afirmou Eunício.

Dirigindo-se a Bolsonaro, Eunício disse ter certeza de que ele "triunfará como o presidente de todos os brasileiros".

Em parte isto se dará, segundo o presidente do Congresso, porque "o Parlamento não faltará em relação à nova gestão e às expectativas do povo".

Segundo Eunício, a postura construtiva foi adotada pela atual legislatura, quando a Casa aprovou propostas como o Sistema Único de Segurança Pública, a reforma trabalhista e a pauta microeconômica, entre outras que ele considera relevantes para que Bolsonaro assuma um país em condições "um pouco melhores".

Aprovamos importantes matérias para ajudar o Brasil a superar a grave crise pela qual passávamos. Aprovamos por exemplo a PEC do teto de gastos, que está sendo uma ferramenta efetiva visando o equilíbrio das contas públicas em nosso país.

Muito mais ainda necessitará ser feito pela sua gestão nas mais diversas áreas, mas Vossa Excelência não iniciará do zero o grande esforço que a nação espera — acrescentou Eunício a Bolsonaro.

Estado de Direito

Eunício destacou a presença na cerimônia de posse dos chefes de todos os Poderes da República. Compuseram a Mesa, ao lado de Eunício, Bolsonaro e Mourão, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Antonio Dias Toffoli, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Esses Poderes independentes, harmônicos, deverão trabalhar juntos pelo bem-estar de nosso país. Isso porque, quando as regras vigentes não permitirem que se faça o que eventualmente se pretenda, será necessária a alteração legislativa pelo Congresso, com o controle de constitucionalidade do Supremo e a permanente fiscalização do Ministério Público.

Sob a Constituição e as leis que há pouco Vossa Excelência jurou defender, serão discutidas essas eventuais mudanças, com o Congresso e a sociedade — acrescentou Eunício, ainda dirigindo-se a Bolsonaro.

De acordo com Eunício, no Brasil, a Presidência da República possui um simbolismo especial, sendo "o depositário maior dos anseios mais legítimos de nosso modelo democrático".

O presidente do Congresso agradeceu aos demais parlamentares pela colaboração e ao povo do Ceará pelo mandato que chega a seu fim, deixando ainda um conselho final para Bolsonaro:

Que Vossa Excelência possa unificar a nação e fazê-la crer. Seja Vossa Excelência o melhor exemplo de conduta que teremos no Brasil. Como diria Confúcio, o discurso empolga, mas o exemplo arrasta.

Que Deus ilumine o mandato de Vossas Excelências, presidente Bolsonaro e vice-presidente Mourão, para que governem em benefício não apenas de parcelas da população, mas de todos. Tenho certeza que Vossas Excelências assim procederão — concluiu.