05 de maro de 2021
Campo Grande 28º 21º

FAZENDO O BEM

PM aborda vendedor de picolé e o ajuda a fazer vendas; vídeo viraliza

Policial rio-branquense conta como iniciou ações que vem mudando vidas de pessoas através do bem

O Cabo da Polícia Militar, Derineudo de Souza, de 35 anos, de Rio Branco (AC) – realizou ato pelo bem, e se tornou tendência na internet após em 31 de dezembro de 2020, acompanhar o picolezeiro “Manoel” durante o seu trajeto e ajudar o idoso a vender os produtos. “O trajeto que ele fazia em 4h, fizemos em 40 minutos e vendemos todos os produtos”, introduziu. 

Coordenador da ONG Amigos Solidários (atuante há 7 anos), Derineudo apostando no bem, comenta que na virada do ano, notou que o picolezeiro seguia cabisbaixo durante o trajeto de venda e resolveu desse modo o ajudar. “Eu resolvi fazer uma ação bem diferente no dia 31 de dezembro, que foi vender picolé e poder ajudar também. Eu acredito que muitas vezes a gente quer ajudar com dinheiro, mas as pessoas não estão precisando de dinheiros apenas, elas estão precisando saber que tem alguém ao lado delas pronto para ajudar, isso que sinto falta na sociedade de hoje, as pessoas não estão olhando para os outros como nós devíamos olhar”, explicou.  Derineu seguiu relembrando o momento de encontro com o senhor “Manoel”. 

“Eu fui com a minha esposa ao encontro do picolezeiro, não sabia quem era, e foi que abordei ele próximo ao parque, ele estava meio cabisbaixo e meio triste. Eu o abordei e perguntei quantos picolés ele tinha vendido, ele disse que tinha vendido 3; perguntou se eu queria comprar, eu disse que não, que queria o ajudar a vender”, contou.

O Cabo destacou que ao compartilhar se surpreendeu com a repercussão, mas que entre os comentários gosta daqueles em que os internautas dizem que foram mudadas ao assistir o vídeo. “As melhores mensagens são quando as pessoas falam assim, eu comecei a enxergar de outra forma, comecei a ter atitudes que eu não tinha, as melhores mensagens são essas aí”, opinou. 

Derineudo se emocionou ao relembrar que no final da caminhada com o picolezeiro disse: “Obrigado, hoje eu vou poder chegar em casa mais cedo e poder desfrutar do meu lar”, refez o agradecimento, o PM, com a voz embargada. “Isso não tem preço! Seu Manoel é um cara que sofreu 2 acidentes, tem platina na perna e anda 4h por dia para ganhar trinta reais...Sol e chuva ele está lá, ele precisa se alimentar, ele precisa pagar seu aluguel”, reforçou.

A ação na virada do ano não ficou apenas em comentários, as vidas de seu Manoel e do PM foram mudadas. “Eu nunca imaginava que aquele simples gesto iria mudar a vida do seu Manoel. As pessoas se juntaram para ajudar seu Manoel. Foi feita a vaquinha e arrecadou R$ 78 mil, e vamos construir a casa do seu Manoel. Já apareceu pessoas que vão fazer planta, quem vai doar areia, quem vai doar móveis, e nisso a vida do seu Manoel mudou a partir daquele dia”, pontuou.

Seu Manoel e Derineudo Seu Manoel e Derineudo. Foto: Arquivo pessoal 

Para Derineudo a simples ação teve intervenção divina. “A gente sente que é de Deus. Eu nunca imaginava que aquele simples gesto iria transformar a vida do seu Manoel. Eu tenho certeza que todas as pessoas que têm contato com o vídeo estão sendo transformadas. Então o que mais peço, vamos viralizar o bem, quando você tiver contato com ações para o bem, divulgue e reproduza”, pediu. 

“Ele é evangélico. Ele disse que ao sair todos os dias ele lê o versículo. A vontade de Deus está sendo feita, através do policial, através de quem está doando”, explicou. 

Em sua rede social no Instagram, o PM divulga ações semelhantes com diversos tipos de vendedores ambulantes, que ele ajuda pela ruas de Rio Branco, após supreendê-los com uma abordagem. Veja em @derineudo.  

AMIGOS SOLIDÁRIOS

Amigos Solidáraios entregam cestas Amigos Solidáraios entregam cestas. Foto: Arquivo pessoal 

O PM explicou que a ONG “Amigos Solidários” está em atividade, envolvendo PMs, Bombeiros, entre outras instituições. “O vídeo é um resumo do que é feito há 7 anos.  Já existe o projeto chamado “Amigos Solidários”, nós fazemos ações sociais e levamos cultura e esporte para jovens, com vários parceiros, entre elas a Polícia Militar, através do Coronel Paulo, Comandante Geral que dá total apoio. Os projetos culturais aconteciam até antes da pandemia ocorriam até antes da pandemia; devido a situação começamos as ações sociais emergenciais”

A missão do militar, reforça, não é ser visualizado, mas sim propagar o bem. Para ele, existem pessoas de bem em todas as profissões, na PM não é diferente. “Durante o Natal começamos a fazer entregas de cestas básicas, aí acabou que começamos a postar. A questão não é ser visualizado, a questão é que as pessoas que estão assistindo e acabam sendo atingidas com aquela energia do bem, elas acabam seguindo o exemplo”, disse. 

Mesmo durante a pandemia a ONG fez a entrega de mais 3 mil cestas básicas em várias comunidades.

ONG COM O RAZÕES

Doutor Rodrigo Damasceno atende famílias em meio a enchentes que afetam o Acre

Devido às cheias dos rios, o estado do Acre decretou situação de emergência. São mais de 120 mil pessoas desabrigadas em 10 cidades, entre elas Tarauacá, que está com mais de 90% do município inundado pela enchente.

Ainda seguem previsão de tempo chuvoso no estado. As famílias estão sem roupas e alimento, pois perderam tudo que tinham. Sem contar com as aldeias indígenas. São 187 famílias indígenas fora de suas casas, sem poder caçar e plantar.

Em conjunto com o  @institutoanossajornada, @amigossolidariosac, @transforma.brasil , @projetoolhardiferente e doutor Rodrigo Damasceno uma vaquinha visa atender as necessidades emergências que são: cesta básica, água mineral, material de limpeza e de higiene pessoal.

Com o valor inicial da vaquinha (R$500 mil), serão comprados milhares de kits com esses itens acima. Todo valor a mais será para a compra de mais kits para que possamos atender mais famílias. O valor mínimo da doação na plataforma é de R$25,00 por conta das taxas bancárias. (CLIQUE AQUI) para fazer doações.