24 de outubro de 2021
Campo Grande 26º 23º

Três Lagoas

Polícia acha revólver em carro incendiado e cadáver com tiro na cabeça

Delegado afirma que é preciso aguardar o resultado de exames para saber identidade do cadáver

A- A+

A Polícia Civil localizou um revólver dentro do veículo encontrado incendiado na tarde de sábado (6), na MS-320, rodovia de acesso à região do Alto Sucuriú, em Três Lagoas. O veículo está em nome de Jalde Antonio Alves Dias, de 63 anos, que pode ser o cadáver que estava carbonizado no banco de passageiro do carro, que ficou totalmente destruído.

Segundo o delegado Ailton Pereira, do Setor de Investigações Gerais (SIG), uma filha e uma irmã de Jalde Antonio prestaram depoimento nesta segunda-feira (8). Elas informaram que Jalde estaria desaparecido A filha não tinha contato com ele havia 16 anos, e a irmã, segundo o delegado, tinha falado com ele recentemente por telefone.

“Ele era divorciado e não tinha contato com a família”, disse o delegado. Apesar de o carro estar em nome de Jalde, e por ele estar possivelmente desaparecido, o delegado disse que é preciso aguardar o resultado de exames para saber identidade do cadáver. Ailton Pereira disse que não tem uma data para sair o resultado, em virtude dos ossos estarem carbonizados.

Por meio das investigações, o delegado também disse que é possível a identificação. Ailton Pereira não descarta a possibilidade de um homicídio, já que a perícia teria detectado uma perfuração no crânio, além de ter encontrado uma arma de fogo no carro. Um instrumento musical também foi localizado no carro.

Jalde Antonio é dono de imóveis em Três Lagoas e foi vítima de roubo em 2014. Na época, segundo o delegado, o crime foi esclarecido. A reportagem apurou que existem processos em nome de Jalde tramitando na Justiça. Um deles trata de herança. O delegado ainda não tem informações se o crime poderia estar relacionado.