21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Ambiente

Policia Ambiental autua fazendeiro e alerta para o uso de área rural

A- A+


O fazendeiro, de 51 anos, residente em Campo Grande, recebeu multas administrativas por utilizar APP infringindo normas, R$ 10.000,00, e por armazenar e/ou utilizar madeira sem a devida licença em R$ 2.100,00.
O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada (PRADE), com prazo de 30 dias.

Policiais Militares Ambientais de Corumbá em fiscalização fluvial pelo rio Paraguai localizaram propriedade rural a 130 km do município na tarde desta terça-feira (16), e verificaram área desmatada às margens do rio, área de matas ciliares – Área de Preservação Permanente (APP). 

O fazendeiro desmatou área para abertura de picada e construção de cerca, que medida em GPS, atingiu 0,630 hectares sem a devida autorização ambiental. No local também foram apreendidos materiais de origem florestal, 406 lascas de Piúva e Canafista (7m3), por não apresentar DOF (documento de origem florestal), que é documento necessário para transportar, armazenar ou utilizar qualquer tipo de produto florestal nativo.

A área desmatada foi embargada para proteção e recuperação, com proibição de quaisquer atividades agrícolas ou pecuárias.

A PMA alerta que os proprietários rurais podem aproveitar até 30 m³ de madeira desvitalizada em sua propriedade. É só fazer um requerimento junto à SEMAC/IMASUL. (Com assessoria).