22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Fraude

Prefeitura identifica 22 mortos e alguns "magnatas" que recebem benefício do Bolsa Família

A- A+

Após auditoria, a Prefeitura de Cuiabá (MT) identificou 22 pessoas mortas que recebiam benefício do programa Bolsa Família. Essas pessoas faziam parte de um grupo de 4.212 famílias que estavam recebendo indevidamente o benefício, Segundo anunciou nesta terça-feira (2) a Prefeitura. Atualmente, o valor médio do benefício é de R$ 122,67. Também foram encontradas famílias de "magnatas", já conhecidas no Estado que recebiam benefícios. 

De acordo com a Prefeitura, as 4,2 mil famílias tiveram o benefício bloqueado depois que a fraude foi constatada. Essas pessoas estavam fora dos critérios exigidos para participar do programa. Em seis meses, a Prefeitura visitou mais de sete mil famílias (o que representa 34%), das 23 mil que estão cadastradas no programa. A intenção era atualizar e confirmar as informações do cadastro das famílias.

Podem ser beneficiadas nesse programa somente famílias pobres que possuam renda mensal entre R$ 77 até R$ 154 por pessoa; com mulheres grávidas, crianças ou adolescentes entre zero a 17 anos. Segundo a Prefeitura, foram encontradas várias famílias com renda superior ao que é estabelecido no programa, além de pessoas que mudaram de endereço e não atualizaram informações, sem contar as pessoas que morreram.

As famílias que tiverem o benefício bloqueado terão os nomes encaminhados à Polícia Federal para que sejam responsabilizados e respondam criminalmente por tentativa de fraude do benefício.

Com o bloqueio do benefício, foi possível fazer a inclusão de outras 2.545 famílias, que aguardavam na fila para participar do programa. Sendo assim, 1.667 benefícios efetivamente deixarão de ser pagos. A Prefeitura calcula que vai economizar R$ 2,4 milhões de recursos.