29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

COSTA RICA

Preso o rapaz que fingiu doença do filho para atrair, estuprar e manter ex em cárcere

Crime foi cometido na frente da criança de 2 anos

Gabriel Matos da Silva, de 26 anos, foragido da Justiça desde o dia 12 de junho sob a acusação de tentar matar a ex-esposa a golpes de facão, em Costa Rica, no interior de Mato Grosso do Sul, foi preso nesse domingo (21.junho). Os policiais do município, em ação conjunta com equipes do Paraná, localizaram o suspeito em Almas (Tocantins).

Segundo os investigadores, o suspeito foi flagrado por uma equipe da Polícia Militar local, que já sabia do mandado de prisão contra ele por tentativa de feminicídio.

No dia do crime, testemunhas disseram que a vítima estava em casa, na região central de Costa Rica, juntamente com a mãe e o filho, quando inconformado com o fim do relacionamento o ex-companheiro invadiu o imóvel e tentou matar a mulher com diversos golpes de facão.

O delegado responsável pelo caso, Gustavo Mendes, ressaltou que o crime foi cometido na frente de uma criança de 2 anos, filha da vítima. A investigação aponta que ele quase decepou os braços da ex-esposa, pulou o muro e fugiu.

O delegado investigou o paradeiro do suspeito e pediu apoio, encontrando o homem escondido na casa de parentes e, ainda conforme a polícia, o homem estaria também ameaçando de morte o atual namorado da vítima, um motorista de 28 anos.

ENTENDA O CASO

A vítima e o suspeito foram casados por dois anos e tiveram um filho. Após a separação, o homem passou a fazer chantagem e ameaçar a ex de morte. Ela procurou a Polícia Civil e então foi deferida a medida protetiva.

No mês de maio o homem, que tinha a guarda compartilhada do filho, simulou que a criança estava doente e internada, para atrair a vítima até o hospital. Em seguida, ela teria sido colocada à força no carro e levada para a área rural de Costa Rica, onde ela teria sido estuprada e mantida em cárcere privado por quase dois dias.

Novamente, a vítima o denunciou e houve o pedido de prisão preventiva, expedido pela 1ª Vara Civil e Criminal. O homem reincidiu nos crimes contra a jovem de 20 anos e tentou matá-la, quando a polícia fez a ação conjunta e o levou para cadeia. O homem deve ser transferido para Costa Rica nesta segunda-feira (22).

Fonte: G1 MS