15 de maio de 2021
Campo Grande 28º 19º

Campinas

Primeira vítima estava sentada atrás de atirador, diz delegado

Homem que matou pelo menos quatro na catedral de Campinas teria usado pistola .40 para cometer suicídio. Matador estava sentado na igreja

A- A+

O atirador ainda não identificado que matou pelo menos quatro pessoas na catedral de Campinas (99 km de São Paulo) teria entrado instantes antes do ataque no local e estava sentado. As informações são do delegado Hamilton Caviola, que acompanha a movimentação.

Segundo ele, ele estava a cerca de 10 metros da entrada da igreja e permaneceu por instantes sentado em um banco, de acordo com as filmagens obtidas pela polícia. Três pessoas estavam imediatamente sentadas atrás do assassino. Elas foram os primeiros alvos — uma delas morreu e duas estão internadas.

"Ele começa a atirar, troca o carregador e vai para outro ponto [da igreja] e sai da imagem. Dois policiais aparecem depois disso. Ele entrou com tranquilidade e sentou como se nada estivesse acontecendo. Ele teve tempo para executar o plano que tinha na cabeça", disse.

Os disparos, segundo Caviola, foram aleatórios. Ao menos 20 saíram das duas armas que carregava — uma pistola e um revólver. "Ele usou a pistola automática, que parece ser uma .40, para cometer suicídio."

"Nós tivemos 13 mortos no Jardim Aurélia [também em Campinas] há dois anos. E nessa mesma época de Natal. Desta vez, choca mais por ser dentro de uma igreja", disse o delegado.