13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Primeiros licenciados em Física destacam importância da Iniciação Científica durante a graduação

Higor e Weverton já estão aprovados em mestrados na USP, em um dos melhores programas do país

A- A+

Colaram grau na semana passada os primeiros licenciados em Física da UFGD, Higor Andrade Centurion e Weverton Alison dos Santos. Ambos já estão aprovados em mestrados na Universidade de São Paulo, uma das melhores pós-graduações do país.

Higor Centurion foi aprovado em Física Básica e Aplicada - IFSC/USP e destaca que foi de suma importância as disciplinas cursadas, uma vez que as mesmas edificaram um sólido conhecimento, permitindo ter um resultado satisfatório na prova de admissão. 
 

Higor foi bolsista de Iniciação Científica na graduação, onde autou no processo de geração de energia em painéis solares, por meio do estudo do material vítreo. Estudos que foram voltados na produção desses materiais, bem como na sua caracterização óptica, incluindo o comportamento durante a exposição de luz, chegando ao final a um resultado otimista quanto a sua aplicação.
 

"Minha participação em Iniciações Científicas foi fundamental, pois estas, me permitiram uma total imersão no ambiente de pesquisa e consequentemente possibilitando ter contato com pesquisadores dos mais diversos locais, além do mais, a IC, nos permite ter acesso a conhecimentos que apenas as aulas regulares da graduação não possuem tempo hábil para trabalhar", enfatizou Higor.
 

Weverton Alison dos Santos Silva foi aprovado no mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais - EESC/USP. Ele enfatizou que o surgimento de diversas oportunidades como Iniciações Cientificas, projetos de extensão, viagens acadêmicas e etc foram fundamentais para uma formação sólida no que tange ao tripé ensino pesquisa e extensão.
 

Durante a Iniciação Científica, Weverton analisou as relações entre as propriedades de vidros teluritos, no intuito de aumentar o custo benefício, ou seja, sua eficiência para aplicações em telecomunicações. "E as Iniciações Cientificas me inseriram em um grupo de pesquisa no qual estive imerso conhecendo e aprendendo técnicas, linguagens, mantendo contato com pessoas e lugares dos quais as disciplinas por si só não proporcionam", destacou.

Para o coordenador do curso, professor Giovanni Giovani Manzeppi Faccin, é uma alegria para o curso de Física ter formandos da primeira turma encaminhados diretamente para as melhores pós-graduações do país.  "E ainda teremos cerca de 5 formandos em formatura regular nas próximas semanas".