27 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 23º

Pornografia

Professor de inglês é preso com 48 mil vídeos de pornografia infantil

Operação Revelação prendeu outros quatro por armazenar e transmitir vídeos envolvendo crianças pela internet

Um professor, funcionário de um curso de inglês de Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, foi preso por policiais civis com cerca de 48 mil vídeos de pornografia infantil em seu computador, em Icaraí, bairro de Niterói.

Além do professor, de 35 anos, responsável por estes downloads, outros quatro homens também foram presos por agentes da DPCA - Niterói (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) durante a operação batizada de “Revelação”.

Dos nove mandos de prisão, a Polícia Civil não conseguiu localizar quatro suspeitos. De acordo com o delegado da operação, Robinson Gomes, os endereços residenciais destes homens foram encontrados a partir dos endereços virtuais, chamados de IP, um protocolo de identidade único para cada computador.

“A gente detém um programa que identifica os IPs das máquinas que baixam vídeos pornográficos envolvendo crianças e adolescentes. A partir da identificação desses IPs, nós oficiamos as operadoras de telefonia e conseguimos os endereços dos detentores desses IPs”, disse Gomes em entrevista coletiva na Cidade da Polícia, no bairro do Jacaré, zona oeste do Rio.

 O delegado revelou que computadores, celulares, HDs e pen drives foram apreendidos para investigação. “Desses cinco [presos], três a gente já constatou que realmente houve o armazenamento e transmissão de dados”, concluiu.

O professor de inglês e os outros quatro presos vão responder pelo crime de pedofilia e podem ficar presos por até 6 anos.