08 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Projeto inicia trabalho esportivo com comunidades Indígenas na Capital

O Projeto Guerreiros do Amanhã, que há dois anos tem trabalho na região do bairro Tiradentes, inicia nesta semana atividades de integração envolvendo comunidades indígenas. Uma delas é a Aldeia Urbana Marçal de Souza e a outra é com a Aldeia Urbana Darci Ribeiro.

O Projeto Guerreiros do Amanhã já desenvolve atividades esportivas em sua sede, que fica na Rua Romeu Alves  de Camargo 73, no bairro Tiradentes, com oferta gratuita de aulas para crianças ,adolescente, jovens, no contra turno das aulas e para a comunidade. A partir da próxima semana, a entidade vai inserir a Aldeia Urbana Marçal de Souza nas aulas de jiu jitsu e a Aldeia Urbana Darci Ribeiro nas aulas de jiu jitsu e futebol.

Uma solenidade marcada para as 18h de hoje, segunda-feira, 27, na sede da instituição, marca a entrega de quimonos para mais de 80 inscritos da aldeia Darci Ribeiro e da Marçal de Souza, que vão passar a receber aulas gratuitas com os outros participantes do projeto.

As roupas específicas para prática de jiu jitsu foram adquiridas com verba do Fundo Municipal de Investimento Social (FMIS), por meio de emenda indicativa do vereador Eduardo Romero.

De acordo com a técnica responsável do Projeto Guerreiros do Amanhã, Sônia Marilda, a ideia de inserir no projeto as duas aldeias urbanas veio com demanda das próprias comunidades que são muito carentes de atividades especialmente para os jovens e crianças que acabam ficando em situação de vulnerabilidade podendo ter conato com a violência e uso de entorpecentes.

Como o projeto trabalha com crianças a partir dos seis anos de idade, Sônia acredita que as atividades de contraturno oferecidas pelo Projeto Guerreiros do Amanhã é uma ferramenta importante para o crescimento intelectual dos acolhidos, uma vez que desde cedo é possível imprimir cidadania e respeito, o saber do que é certo e errado e estes ensinamentos acabam envolvendo toda a família.

Além das aulas de jiu jitsu, o Projeto Guerreiros do Amanhã também vai inserir as duas aldeias em suas aulas de futebol já ofertadas para moradores da região do Tiradentes. Uma solenidade no dia 2 de julho, às 8h, ocorre para entrega de coletes aos inscritos. O material necessário para esta prática esportiva também foi adquirido com emenda do FMIS, por meio de encaminhamentos do vereador Eduardo Romero.

Sônia Marilda explica que a ideia é mesmo integrar as duas aldeias com os outros participantes do projeto. ‘Nos perguntaram se as aulas seriam exclusivas para os indígenas e é exatamente isto que não queremos: segregação. Queremos integração. Estas pessoas já perderam muito com isolamento, tirada de direitos’, destaca. (Com assessoria)