22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Saúde

Santa Casa de Campo Grande derruba nível de infecções pela metade

A- A+

O SCIH (Serviço de Controle de Infecção Hospitalar) composto por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem da ABCG – Santa Casa realiza desde o mês de janeiro deste ano, um treinamento com todos os funcionários assistenciais orientando sobre medidas preventivas no controle a infecções relacionadas a assistência à saúde. Ao todo, 500 colaboradores já participaram da ação e em seis meses a Santa Casa baixou de 12% para 6% o nível de infecção hospitalar na unidade. O nível tolerado pela Anvisa é de até 15%.

Além disso, o SCIH realizou treinamento com os funcionários da higienização e também com os acompanhantes dos pacientes. A infectologista, Priscilla Alexandrino, conta que em 48 horas de internação, todos os pacientes podem apresentar bactérias mais resistentes aos antibióticos.

“O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar controla o aparecimento de algumas bactérias e em alguns casos além das medidas habituais, como a higienização das mãos, precisa introduzir a precaução de contato para evitar a disseminação, pois isso gera paciente mais tempo internado e piora a qualidade de atendimento do assistencialista e com a redução que conseguimos atingir melhora os riscos de infecções desnecessárias”, explica.

Os treinamentos já passaram por vários setores do hospital, entre eles a pediatria, queimados e clínica médica e surgiu por meio de demandas dos médicos da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) que perceberam que os pacientes tinham desfechos piores devido as bactérias no local.

“Com o treinamento já houve uma diminuição das precauções de contato de bactérias multirresistentes. Estão tendo uma prevenção maior dos eventos adversos relacionados a assistência à saúde”, afirma Priscilla.

Centro Cirúrgico

Um outro fator de contribuição para a diminuição de infecções foi a reforma realizada no Centro Cirúrgico. A mesma substituiu o material de revestimento antigo das paredes por material de melhor higienização, modernizando e dando mais eficiência a um ponto importante do hospital. O Centro Cirúrgico não recebia nenhuma reforma ou atualização havia mais de 37 anos.  

Precauções de Contato

Retirar anéis, pulseiras e relógio;

Higienizar as mãos com água e sabonete líquido antes de entrar no quarto do paciente;

Se o acompanhante é permanentemente paramentar-se (luva e avental descartável) ao manipular o paciente e após o termino do contato retirar avental e luva e higienizar as mãos;

Não sentar nem deitar no leito do paciente;

Não é permitida a visita a outros pacientes que não o seu, para evitar a infecção por meio do contato direto (tocando o paciente e estabelecendo a transmissão pessoa a pessoa), ou indireto (ao tocar superfícies contaminadas próximas ao paciente ou por meio de artigos e equipamentos).