21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

União reconhece estado de emergência em 14 municípios de MS. Capital não está na lista

A- A+

A Secretaria Nacional de Defesa e Proteção Civil reconheceu nesta quinta-feira (17) estado de emergência de 14 municípios de Mato Grosso do Sul. Campo Grande, não está na lista.

Segundo portaria 259 publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (17), a Secretaria Nacional reconhece situação de emergência nos municípios: Amambai, Aral Moreira, Caarapó, Coronel Sapucaia, Eldorado, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Juti, Naviraí, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Sete Quedas e Tacuru. 

O reconhecimento atende a solicitação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que no dia 11 deste mês após intensas chuvas que atingiram Mato Grosso do Sul no dia 5, enviou ofício à Secretaria Nacional de Defesa Civil solicitando R$ 115,4 milhões para ações de socorro e assistência à população dos municípios. 

Embora tenha reconhecido estado de emergência de 14 municípios do interior do Estado, a Secretaria Nacional não fez o mesmo com Campo Grande. O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), decretou no dia 9 de dezembro estado de emergência e na semana seguinte foi a Brasília em busca de R$ 20 milhões para consertar estragos causados pela chuva na Capital. 

Na época, a decisão de Bernal, oficializa pelo decreto nº 12.766, publicado em 7 de dezembro de 2016 no Diário Oficial do Município, foi questionada pelos vereadores diante da comparação dos estragos provocados pela chuva na Capital em relação aos municípios do interior. Muitos anão viram necessidade de decretar estado de emergência.

Na avaliação do vereador Chiquinho Telles (PSD), o anúncio do decreto foi desnecessário. “Se ele buscar recursos, onde vai ser destinado esse dinheiro? Quem fará essas obras? realmente deveria ser aplicado para aquela finalidade? Temos que esperar, mas a população espera resultados. Esse pedido de emergência foi sem planejamento, não sabe nem quanto vai gastar, como já decreta situação de emergência?", disse o parlamentar na ocasião.