11 de abril de 2021
Campo Grande 33º 22º

Secretarias de estado terão agentes responsáveis pelo controle do Aedes Aegypti

As secretarias de estado designarão um representante para atuar como Agente Responsável de Controle do Aedes. A iniciativa foi debatida nesta segunda-feira (18) durante reunião dos secretários estaduais e a governadora em exercício Rose Modesto em seu gabinete. A indicação do agente foi discutida durante a apresentação do Plano Estadual de Enfrentamento ao Aedes Aegypti pelo secretário de estado de saúde Nelson Tavares.

O agente será indicado por cada secretaria e ficará responsável por receber as informações de monitoramento de focos e possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti em sua secretaria e prédios associados. Com as informações em mãos, o agente ficará encarregado de repassá-las para a sala de situação que direcionará as ações de controle do vetor.

“Cada secretário indicará uma pessoa, que ficará encarregada destas informações. O objetivo é que cada prédio tenha um responsável e faça o acompanhamento para repassar os dados a sala de situação. Este agente passará pela capacitação da SES, podendo utilizar os aplicativos de registro. É um modelo de atuação que conta com a participação direta de todas as secretarias estaduais, o que mostra o engajamento do poder público no combate ao mosquito Aedes Aegypti”, disse o secretário de saúde, Nelson Tavares.

A designação do agente responsável de controle do aedes está integrado ao Plano Estadual de Enfrentamento ao Aedes Aegypti que desenvolve ações específicas para controle e monitoramento o mosquito vetor de doenças como a dengue, chikungunya e zika. Além do governo do estado e secretarias, participam do plano 27 instituições parceiras, entre elas: Ministério Público Federal, Assembleia Legislativa, Corpo de Bombeiros, UEMS, Polícia Rodoviária Federal entre outras.