09 de maro de 2021
Campo Grande 31º 21º

Paralisação

Sem reajuste, servidores estaduais podem entrar em greve

O Fórum dos servidores do Estado de Mato Grosso do Sul convocou para o próximo sábado (9) uma assembleia geral para decidir sobre a possibilidade de entrar em greve. A reunião será realizada na sede do Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP), a partir das 8h30.

Em nota o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário (Sindjus) informou que após reunião ocorrida na última quinta-feira (31) com representantes do Estado que este ano não será concedida pelo governo a “revisão geral anual” aos servidores em 2016.

Segundo a nota, alegação do governo é que não há verba para ao aumento, mesmo diante dos constantes aumentos de arrecadação divulgados oficialmente, inclusive custeados por aumentos de tributos no fim de 2015.

Os sindicalistas alegam que o governador mais uma vez pretende descumprir o artigo 37 inciso X, da Constituição Federal, ao oferecer um “Abono” linear no valor de R$ 200,00 (duzentos reais), que não é reajuste salarial, não pode ser incorporado ao salário-base, nem compor o fator previdenciário, podendo ser retirado a qualquer momento.

“Diante desse fato recente que amplia de forma inaceitável a defasagem salarial inconstitucional não resta alternativa, senão a de convocar todas as categorias representativas dos 40 mil servidores para que se insurjam contra essa vergonhosa oferta maquiada de reajuste salarial. Fato que poderá culminar em uma “Greve Geral Unificada” com a paralisação dos serviços públicos por tempo indeterminado”, diz a nota a imprensa.