29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

APLAUDIDO

Sem uso da cloroquina, andarilho de 99 anos cura-se da covid-19 em MS

Conforme a Secretaria de Saúde de Coxim, o idoso recebeu alta depois de ficar 15 dias internado

Guittierre Fernandes, um andarilho de 99 anos que passou por três estados do Brasil antes de ser diagnosticado com covid-19, foi curado da doença e deixou o hospital neste sábado (30.maio), em Coxim, região norte de Mato Grosso do Sul. Ele foi aplaudido por funcionários e profissionais da saúde ao receber alta do Hospital Regional depois de ficar 15 dias internado. O homem não fez uso do medicamente hidroxicloriquina.  

De acordo com a médica infectologista Camila Bravo, Guittierre Fernandes é o paciente com maior idade diagnosticado com o novo coronavírus no município. Conforme a secretaria de saúde, até o último boletim epidemiologico divulgado neste sábado (30), Coxim registrou sete caso da doença, todos curados, além de três casos suspeitos.

"Ele foi o paciente com maior idade, com situação social delicada, por não ter familiares em Coxim. Ele ficou internado ao longo de todo o tratamento com antibiótico, antiparasitários e corticóides, não fez uso de cloroquina em razão da idade, diabetes e da hipertensão, que são contraindicações. O paciente evoluiu muito bem, desde o início teve uma resposta positiva", disse a médica infectologista Camila Bravo. 

Conforme a secretaria de saúde do município, o idoso chegou em Coxim há cerca de 20 dias e dois dias depois, apresentou alguns sintomas da doença. Guittierre que estava em um abrigo, foi levado para o hospital. Ele não foi entubado e reagiu bem ao tratamento.

O idoso que é de Oiapoque, no Amapá, disse que passou por São Paulo, Mato Grosso e Pará, mas não soube informar onde contraiu o vírus. Ele foi levado novamente para o mesmo abrigo e a Secretaria de Assistência Social está fazendo a investigação para localizar os familiares dele.

No abrigo em que ele ficou, haviam seis pessoas que realizaram o teste, onde todos deram negativos. O prédio passou por um processo de desinfecção.

*Com informações do G1 MS